28/11/2010

Zé Creme diz que janelas da Câmara não passam de lixo

Presidente da Câmara Municipal de Artur Nogueira comenta sobre material retirado das obras do antigo prédio

CLIQUE AQUI E LEIA A REPORTAGEM ANTERIOR SOBRE A POLÊMICA DA CÂMARA MUNICIPAL

Depois da polêmica sobre as janelas retiradas do prédio da Câmara Municipal de Artur Nogueira, o presidente do órgão legislativo, José do Carmo Rissi (Zé Creme) do PSDB, afirma que o material não passa de lixo.

Zé Creme confirmou ainda a versão dada pelo mestre de obras, Carlos Ap. Soares Dias, que alegou ter recebido autorização do presidente para se desfazer do material. “O que é preciso entender é que aquelas janelas não são patrimônio público, elas não possuem nenhum tipo de etiqueta ou código” afirma o presidente.

Em conversa à nossa equipe, Zé Creme afirmou que pediu a um dos funcionários da Câmara para catalogar todo material que poderia ser reutilizado depois que o prédio fosse demolido. Após a avaliação e aprovação do presidente, a obra teve início, e o material, que foi julgado útil, doado à prefeitura.

“As janelas foram avaliadas e julgadas como lixo, se alguém as doou, vendeu, ou fez o que bem quis não é problema meu, porque aquilo é cacareco velho, nada a mais” concluiu Zé Creme.

Entre os materiais que foram julgados úteis e depois doados à prefeitura, constam ares-condicionados, vasos sanitários, ripas de madeiras, entre outros. Não consta “janela” na relação.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.