21/02/2019

Vereadores indicam mudança salarial de condutores de ambulância/socorrista em Artur Nogueira

Indicação é de autoria dos vereadores Luiz Rodrigo de Faveri (PTB) e Adalberto Di Lábio (PSDB) que apontam a solicitação como "justa"

Letícia Leme

Os vereadores Luiz Rodrigo de Faveri (PTB) e Adalberto Di Lábio (PSDB), enviaram uma indicação ao Poder Executivo, cuja sugestão se refere à mudança da referência salarial dos condutores de ambulância/socorristas. A medida prevê um aumento de 27 para 35 aos condutores do setor 192.

O acréscimo, segundo os edis, é justo, tendo em vista que os profissionais, além de conduzirem o veículo de emergência, ainda auxiliam a equipe de saúde no atendimento ao paciente. Desse modo, o condutor de ambulância/socorrista – 192 faz parte de uma categoria diferenciada, e possui formação especializada para auxiliar a equipe de saúde.

“O exercício da atividade demonstra não se tratar de um motorista comum, mas de um profissional que tem a obrigação de se qualificar em cursos específicos, buscando o seu aprimoramento, contribuindo para salvar vidas. Deve, obviamente, ter o reconhecimento legal”, destacaram os camaristas.

O documento de número 039/2019 foi indicado e aguarda a decisão do Poder Executivo.

O condutor de ambulância/socorrista

Segue as qualificações mencionadas pelos vereadores que, segundo eles, justificam a mudança na Referência Salarial dos condutores do setor 192:

  • O profissional desta área deve cumprir requisitos diferenciados dos demais motoristas de ambulância, já que considera-se apto aquele que conduz veículo terrestre de urgência destinado ao atendimento e transporte de pacientes, bem como realizar a manutenção básica do mesmo. Estabelecer contato radiofônico com unidade de referência e seguir suas orientações;
  • Conhecer a localização de todos os estabelecimentos de saúde integrados ao sistema de assistência local e auxiliar a equipe de saúde nos gestos básicos de suporte à vida. Além de auxiliar a equipe nas imobilizações e transporte de vítimas;
  • O condutor também deve estar preparado para realizar medidas de reanimação cardiorrespiratória básica. Identificar todos os tipos de materiais existentes nos veículos de socorro e sua utilidade a fim de auxiliar a equipe de saúde. Comparecer, atuando ética e dignamente, ao seu local de trabalho, conforme escala de serviço pré-determinada e dele não se ausentar até a chegada do seu substituto;
  •  Cumprir com pontualidade seus horários de chegada aos plantões determinados, com o mínimo de quinze minutos e antecedência. Tratar com respeito e coleguismo os outros médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e motoristas, liderando a equipe que lhe for delegada com ordem e profissionalismo;
  • Utilizar-se com zelo e cuidado das acomodações, veículos, aparelhos e instrumentos colocados para o exercício de sua profissão, ajudando na preservação do patrimônio e servindo como exemplo aos demais funcionários, sendo responsável pelo mau uso;
  • Manter-se atualizado, frequentando os cursos de educação continuada e congressos da área, assim como dominar o conhecimento necessário para o uso adequado dos equipamentos da Unidade Móvel. Acatar e/respeitar as rotinas estabelecidas;
  • Integrar as reuniões convocadas pela direção. Participar das comissões de estudo e de trabalho, quando requisitado pela direção técnica. Ser fiel aos interesses do serviço público, evitando denegri-los, ou conspirar contra os mesmos. Acatar as deliberações da direção técnica e participar da formação inicial e de, no mínimo de 80% dos cursos de educação continuada oferecidos.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.