24/04/2020

Vereadores de Artur Nogueira se pronunciam sobre demissão de Sérgio Moro

Parlamentares Adalberto Di Lábio e Rodrigo De Faveri se pronunciaram nas redes sociais nesta sexta-feira (24)

Da redação

Vereadores de Artur Nogueira se pronunciaram nas redes sociais, nesta sexta-feira (24), sobre a saída do agora ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, integrado ao governo do presidente Jair Bolsonaro. A saída de Moro, de acordo com ele, ocorre por tentativas de interferência do presidente em assuntos da Polícia Federal (PF).

O pedido de demissão de Sérgio Moro da pasta do Ministério da Justiça e Segurança Pública foi anunciado nesta sexta-feira. Conforme pronunciamento do ex-ministro, entre as motivações que levaram à saída dele estão em Bolsonaro demitir Maurício Valeixo (ex-superintendente da Polícia Federal no Paraná) sem motivos sólidos e, também, por Bolsonaro ter exposto que a mudança na superintendência da PF estaria ocorrendo para que o presidente tenha alguém no cargo que lhe conceda informações sobre investigações e inquéritos ligado ao Supremo Tribunal Federal (STF). Na posição de Moro, isso se caracteriza como interferência política nos trâmites da PF.

Após o anúncio da saída de Moro, os vereadores nogueirenses Adalberto Di Lábio (PSDB) e Rodrigo De Faveri (PTB) se pronunciaram nas redes sociais a respeito. “Milhões de brasileiros se sentem traídos neste dia. Quero aqui deixar o registro de meu sentimento de tristeza pela saída de Sérgio Moro do Governo Federal. Um homem íntegro, que se colocou à disposição da nação brasileira para realizar o melhor trabalho possível como Ministro da Justiça, sempre acreditando que teria liberdade para isto, mas segundo relatou, sofreu interferência ao tentar combater a corrupção. Teve e sempre terá meu respeito e meu apoio. Assim como milhões de brasileiros, enxergo uma traição… Infelizmente!”, afirmou Di Lábio.

Já Rodrigo De Faveri afirmou que, “Uma tarde triste, uma tarde preocupante, após ouvir o pronunciamento do ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro. Um homem de reputação Ilibada, um ícone na história do Brasil depois dos últimos acontecimentos dede a Operação Lava Jato. Tudo o que ele vinha colaborando, abrindo mão de sua profissão de 22 anos, hoje deixa o Ministério da Justiça. O que nos resta é ainda acreditar na boa vontade do Governo Federal”, lamentou.

Sérgio Moro ganhou notoriedade ao comandar, entre março de 2014 e novembro de 2018, o julgamento da 1ª instância os crimes identificados pela Operação Lava Jato, nome dado à ação de investigação à políticos e empresas ligados à corrupção  e lavagem de dinheiro. Em 2018, Moro aceitou o convite de Jair Bolsonaro para o cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública no Governo Federal, tendo sua saída na presente data.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.