24/10/2019

Vereador de Artur Nogueira anuncia que não usará fundo partidário em pré-candidatura

Rodrigo de Faveri (PTB) se manifestou em rede social afirmando que medida se trata de uma iniciativa em apoio à reforma política no país

Da redação

O vereador e presidente do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) em Artur Nogueira, Rodrigo de Faveri, fez um manifesto em uma rede social expondo que irá abrir mão do fundo partidário de campanha. Faveri é pré-candidato à prefeito no município nogueirense para as eleições de 2020.

Conforme publicado pelo parlamentar em rede social, ele é a favor da reforma política no país, sendo o quesito de uso do fundo partidário um dos pontos fundamentais para a reforma. Desta forma, como um ato individual e sem ter a atuação direta do PTB, Faveri afirmou que irá se isentar do uso do recurso para a pré-candidatura para a Prefeitura do município nogueirense.

De acordo com o pré-candidato, um comunicado será emitido à executiva estadual do partido sobre a medida adotada por ele. “Sou um político atuante em Artur Nogueira e independente de partido, possuo a minha ideologia. Apoio a reforma política no país e vejo a necessidade urgente desta reforma, sendo o fundo partidário um dos quesitos fundamentais para ela. Em Artur Nogueira, como presidente da legenda no âmbito municipal e optando por uma iniciativa quanto à isso, resolvi abir mão do fundo partidário em minha pré-candidatura. Estou encaminhando um documento para a executiva do partido dizendo que, como pré-candidato à prefeito para 2020, irei abrir mão do fundo partidário”, explicou Faveri.

O parlamentar também considera que para fazer a diferença no país, incluindo no meio político, depende de cada um, seja no meio civil ou pelo Poder Público. “Eu acho que a política deve ser feita de outra forma, não com o dinheiro do povo. Se queremos fazer a diferença, devemos fazer agora, por nós mesmos”, reitera.

Fundo partidário

O Fundo Especial de Assistência Financeira aos Partidos Políticos, denominado como Fundo Partidário, é constituído por dotações orçamentárias da União, multas, penalidades, doações e outros recursos financeiros que lhes forem atribuídos por lei. Os valores repassados aos partidos políticos, referentes aos duodécimos e multas (discriminados por partido e relativos ao mês de distribuição), são publicados mensalmente no Diário da Justiça Eletrônico. A consulta pode ser realizada por meio do acesso ao sítio eletrônico do TSE na Internet.

Reforma política

A necessidade de uma reforma política no país tem sido defendida por diferentes partidos políticos e movimentos sociais no país. O mal uso do dinheiro público e o uso de caixa dois em campanhas são alguns dos quesitos que têm levantado esse debate.

Os defensores da reforma buscam evidenciar critérios para que ela corra, como por exemplo, a mudança na representação política, no sistema eleitoral e no financiamento eleitoral. Recentemente, frente à alta demanda de apelo, a Câmara dos Deputados criou uma comissão especial para avaliar as propostas de reforma política no Brasil.

Uma pesquisa realizada em parceria com a Fundação Getúlio Vargas e a coleta das entrevistas pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) no primeiro trimestre de 2019, foi constatado que 58% dos brasileiros estão insatisfeitos com a democracia, embora 60% acredite que a democracia ainda seja a melhor forma de governo.

…………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.