04/11/2020

Vereador critica uso de água para teste de fonte em Artur Nogueira

Para o parlamentar, "a prioridade agora é a caixa d'água da população, não é uma praça"

Da redação

Durante o período de fala livre da 25ª sessão da Câmara de Vereadores de Artur Nogueira, ocorrida na noite desta terça-feira (3), o vereador Rodrigo de Faveri (PTB) emitiu críticas à administração municipal sobre o uso de caminhões pipa para encher uma fonte situada em uma praça central da cidade. O parlamentar afirmou que a prioridade, no momento, é abastecer a população, e não a fonte da referida praça.

Na ocasião da fala, o vereador reconheceu que a restauração da Praça da Fonte é bem vinda e algo esperado para a cidade, mas afirmou que não considera ser o momento para que a obra seja prioridade, em vista do período de crise hídrica que o município enfrenta atualmente.

“Um dos meus sonhos é ver a Praça da Fonte voltando a funcionar, faz-me lembrar do tempo de criança. Tem uma indicação falando sobre isso, fiz solicitação, coloquei isso no meu plano de governo. Mas pelo que eu sei, tem um decreto de calamidade hídrica na cidade. Essa é uma questão de prioridade. É muito legal restaurar a Praça da Fonte, mas eu acredito que, se não fosse em época política, não estaríamos colocando água na Praça da Fonte, estaríamos colocando água na Estação de Tratamento de Água (ETA)”, afirmou.

Faveri comentou sobre a situação que moradores estão passando, sem terem água para as necessidades básicas do dia a dia, como por exemplo, tomar banho e cozinhar.

“Tem gente que não tem água para dar descarga, sem água para tomar banho, até para fazer comida, buscando água em propriedades rurais. A situação está difícil. E estamos vendo caminhões encostados na praça, nesse momento, é uma falta de consciência”, declarou.

O parlamentar criticou a atual administração e também a administração passada, afirmando que não houve investimento para gerar avanço no serviço de tratamento de água da cidade. O vereador ainda citou a expansão de loteamentos no município sendo um dos fatores de agravo da falta d’água.

“Muitos dizem que é o momento de [falta de] chuva, que não é culpa do prefeito. Na minha opinião é culpa do prefeito sim, é culpa das últimas duas gestões que não investiram em tratamento de água na cidade. É culpa de quem só pensou em lotear o município. E hoje a gente vê uma situação como essa, caminhões pipas fazendo fila para descarregar na praça. A prioridade agora é a caixa d’água da população, não é uma praça”, acrescentou.

Anteriormente, a Secretaria de Obras da Prefeitura afirmou que “o caminhão utilizado para encher a fonte não é do poder público, mas sim da empresa que ganhou a licitação para realizar a obra. A água que está sendo colocada no local também não é da Prefeitura, mas sim água da empresa que realiza os serviços. Foi feito no local uma impermeabilização e um pouco de água foi colocado com objetivo de testar o serviço. Se não houver vazamento de água, as pastilhas serão colocadas na fonte”.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.