07/04/2021

Vacinação contra gripe se inicia em 12 de abril em Artur Nogueira

Doses estarão disponíveis em seis salas de vacina do município e serão distribuídas primeiramente aos grupos prioritários; Saiba mais 

A 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começa no dia 12 de abril em Artur Nogueira, e se estenderá até o dia 9 de julho. As vacinas serão distribuídas aos grupos prioritários em três etapas, e a meta é imunizar, pelo menos, 90% dos grupos.

As doses estarão disponíveis nas salas de vacina do Posto de Saúde Familiar (PSF Sacilotto), PSF Lago, PSF São Vicente, PSF Bom Jardim, PSF Blumenau e PSF Coração Criança. O horário de funcionamento será das 9h às 15h, de segunda a sexta-feira.

Na manhã desta quarta-feira (17), representantes da saúde no município se reuniram para traçar o planejamento da vacinação nas unidades. O encontro contou com a presença da coordenadora da Atenção Básica Flávia Campelo, coordenadora da Vigilância Sanitária Angela Pulz, das enfermeiras Milena, Juliana, Ana Júlia, Eunide, Mônica, Patrícia, Soraia, Áurea, e da técnica em enfermagem Juliana.

GRUPOS PRIORITÁRIOS

Em Artur Nogueira, a vacinação será feita de forma escalonada – os grupos prioritários serão distribuídos em três etapas. São elas:

1ª fase – 12/04 até 10/05: crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas de até 45 dias e povos indígenas.

2ª fase – 11/05 até 08/06: idosos com 60 anos ou mais, e professores das escolas públicas e privadas.

3ª fase – 09/06 até 09/07: portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, caminhoneiros, trabalhadores coletivos rodoviários passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade e adolescentes e jovens sob medida socioeducativa.

PRECAUÇÕES

A Secretaria de Saúde do município também orienta sobre precauções a serem tomadas por pessoas alérgicas. Confira:

– Doenças febris agudas, moderadas ou graves: recomenda-se adiar a vacinação até a resolução do quadro, com o intuito de não se atribuir à vacina as manifestações da doença; ?- História de anafilaxia a doses anteriores, administrar a vacina sob observação; ?- História de alergia a ovo: pessoas que após a ingestão de ovo apresentaram apenas urticária: administrar a vacina influenza, sem qualquer cuidado especial.

COVID-19

Considerando a ausência de estudos sobre a coadministração das vacinas, o Ministério da Saúde não recomenda a aplicação das duas doses simultaneamente. A orientação, neste momento, é priorizar a imunização contra a Covid-19.

Para as pessoas que fazem parte do grupo prioritário para a vacinação contra influenza e que ainda não foram vacinadas contra a Covid-19, deve ser priorizada a dose contra o coronavírus e agendada a vacina contra a Influenza, respeitando um intervalo mínimo de 14 dias entre elas.

A ação de imunização contra a influenza é extremamente importante para a proteção dos grupos mais vulneráveis às complicações e óbitos decorrentes da doença. Portanto, deve ser mantida, apesar de todos os desafios frente à circulação contínua ou recorrente do SARS-CoV-2. A estratégia de vacinação contra a influenza foi incorporada ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) em 1999.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique AQUI e envie para o Portal Nogueirense


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.