05/12/2018

UTI Neonatal do Samaritano Campinas utiliza técnicas do Método Canguru

Técnica beneficia bebês prematuros, reduzindo o risco de infecção hospitalar, diminuindo o estresse e a dor, e ainda ajuda no desenvolvimento

Informe publicitário

Profissionais que atuam na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Neonatal do HSC – Hospital Samaritano Campinas participaram do curso de sensibilização no Método Canguru, ministrado pela consultora do Ministério da Saúde, Sandra Regina de Souza. A capacitação teve início no ano passado e atingiu 98% dos profissionais da Unidade. A equipe foi treinada para utilizar e implantar o Método, que possui inúmeras evidências de ser benéfico aos bebês prematuros (que nascem antes das 37 semanas de idade gestacional) e suas famílias. A ação contou com apoio de Luciene Banstarch, Ana Carolina Pereira, além da Tutora Estadual do Ministério da Saúde, Nelma Cabral, e da coordenação médica e de enfermagem da Unidade Neonatal e Educação Continuada do HSC.

A capacitação, segundo a consultora do Ministério da Saúde, envolveu atualização das técnicas de cuidados que inclui “desde o modo como posicionar o prematuro na incubadora; cuidados com a ambiência (ex: a redução da luminosidade e ruídos); estimulo a amamentação; o contato pele a pele; até o cuidado com os pais”. “A finalidade do curso é capacitar 100% da equipe e implantar as três etapas proposta pelo Ministério da Saúde para reduzir riscos para o prematuro”, explicou Sandra, que recentemente defendeu sua tese de doutorado sobre o assunto na USP (Universidade de São Paulo) de Ribeirão Preto.

Benefícios

“No Samaritano Campinas, o Método teve início em 2017 e é um dos poucos hospitais particulares da cidade que aplicam essa metodologia. O Método Canguru possui diversas vantagens para o bebê e a família, como por exemplo, possibilita ao recém-nascido o adequado controle da temperatura; reduz o risco de infecção hospitalar; diminui o estresse e a dor; melhora a qualidade do desenvolvimento do prematuro; estimula e aumenta o aleitamento materno; facilita o vínculo afetivo do bebê com a mãe/pai e possibilita maior habilidade dos pais no cuidado do seu filho, inclusive após a alta para casa”, destacou Sandra.

O curso

O Ministério da Saúde estimula a participação da equipe multiprofissional no curso, ou seja, médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, terapeutas ocupacional, psicólogos, técnicos em enfermagem, nutricionista e assistente social.

“O Método é apaixonante, principalmente porque ele salva vidas e além de salvar vidas, promove qualidade de vida para os bebês que nasceram prematuros. Amo ministrar o curso, pois além de ter inúmeras evidências científicas dos benefícios, sei que os bebês e suas famílias são cuidados de uma maneira diferenciada pela equipe que foi sensibilizada. Saber que vou contribuir para salvar vidas e melhorar a assistência é muito gratificante”, disse a consultora em relação a capacitação de equipes.

O que é

O Método Canguru teve início na Colômbia com o intuito de reduzir infecção, melhorar os cuidados prestados ao recém-nascido prematuros e/ou de baixo peso, reduzir a mortalidade e acabou expandindo para o mundo. No Brasil, tornou-se uma Política Pública do Ministério da Saúde e é norteado pela portaria 930. Ele tem por objetivo estabelecer um modelo de atenção humanizada e qualificada ao recém-nascido prematuro e baixo peso e família.

Sobre

O Hospital Samaritano de Campinas existe há mais de 35 anos sendo que há cinco anos passou a contar com uma nova gestão. Ele foi criado em 1979, como Sociedade Evangélica Beneficente de Campinas e servia com médicos evangélicos de Campinas à comunidade. Atualmente, possui cerca de 650 funcionários e conta com corpo clínico composto por médicos renomados, desenvolvendo suas atividades em mais de 150 leitos para atendimentos de Cirurgia Geral, Clínica Geral, Maternidade, UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Adulto, UTI Infantil, UTI Neonatal, Obstetrícia, Pediatria Clínica, Hospital Dia, Unidade Coronariana e Hemodinâmica. Sua estrutura é composta ainda por 10 salas cirúrgicas. Hospital Samaritano de Campinas realiza, em média, mil procedimentos por mês.

Atende diversos convênios médicos entre eles, o PHS Samaritano Saúde que oferece planos de saúde com cobertura a todas as especialidades e procedimentos médicos. Por meio de parceiros, o PHS Samaritano Saúde dispõem de consultórios, clinicas, e hospitais credenciados na RMC (Região Metropolitana de Campinas). Além de atendimento de urgência e emergência em território nacional através da Abramge (Associação Brasileira de Medicina de Grupo). Na RMC, o PHS Samaritano Saúde tem uma ampla rede hospitalar atualmente composta pelo Hospital Samaritano Campinas, Hospital Samaritano Hortolândia, Hospital Samaritano Paulínia, Hospital Samaritano Americana e Hospital Santa Ignês, em Indaiatuba. Juntos, os hospitais oferecem 100 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), a maior quantidade no interior do Estado de São Paulo.

Hospital Samaritano de Campinas

O endereço do Hospital Samaritano Campinas é Rua Dr. Miguel Penteado – Jardim Chapadão, em Campinas/SP. O telefone é (19) 3731-3420. Para saber mais informações acesse o site do hospital e curta a fanpage no Facebook.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.