08/12/2010

Um monumento histórico em Artur Nogueira?

Não! Não é nenhuma obra alienígena, nem uma escultura egípcia. Trata-se apenas dos restos de um “quase” ginásio que a cidade “quase” teve um dia. O NOGUEIRENSE descobriu o que será construído no local. Quer saber?

Repare bem as fotos a seguir:

A primeira foto foi tirada no sul da Inglaterra. Conhecido no mundo todo por seus mistérios, o Stonehenge é um monumento megalítico da Idade do Bronze. Constituí-se no mais visitado e conhecido círculo de pedras britânico, e até hoje é incerta a origem da sua construção, bem como da sua função, mas acredita-se que era usado para estudos astronômicos, mágicos ou religiosos.

Na segunda foto, vemos a imagem dos restos daquilo que era para ser um centro de esportes e lazer no Parque dos Trabalhadores, em Artur Nogueira. Depois de servir de teto a usuários de drogas e desabrigados, o “quase” ginásio foi demolido, sobrando apenas 18 colunas que mais se parecem com certos monumentos.

O que as duas imagens tem em comum? A não ser que a primeira também tenha sido uma tentativa fracassada de construir um ginásio, nada pode ser comparado. Uma é um ponto turístico, a outra uma visão triste de um sonho que não se concretizou.

Brincadeira e ironias a partes, nossa equipe foi apurar qual destino terão os “monumentos” de Artur Nogueira.

“Antes da demolição do ginásio foi realizado um laudo avaliando a construção, o resultado apontou que aquelas colunas não estavam comprometidas e que poderiam ser reutilizadas, por isso não as demolimos”, afirma o secretário de administração da prefeitura, Marco Antonio Barion (Russo).

O que será construído no local?

Segundo informações da prefeitura, no terreno do antigo ginásio será construída a “Praça do PAC”. Um centro de vivência com cine de 60 lugares, telecentro, biblioteca, salas multiuso e Centro de Referência da Assistência Social (Cras).

O projeto contempla ainda a construção de pista de skate, jogos de mesa, espaço criança, quadra coberta, equipamentos de ginástica, kit básico esportivo e pista de caminhada.

O valor do investimento federal previsto para a obra, que será construída no próximo ano, é de até R$1,9 milhão.

E assim os monumentos nogueirenses poderão desaparecer. “Dependendo da obra teremos que demolir as colunas” afirma Russo.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.