25/03/2016

Teatro da Paixão é transferido para o Caic em Artur Nogueira

Tempo chuvoso mudou o local da encenação e horário para às 20 horas

O tempo chuvoso desta sexta-feira (25) obrigou a Igreja Católica de Artur Nogueira a mudar o local da apresentação do teatro da Paixão de Cristo. A peça será encenada no Ginásio da Escola Prefeito Ederaldo Rossetti (Caic), no Coração Criança, às 20 horas.

A encenação estava prevista para acontecer no teatro ao ar livre em frente à Igreja Santa Rita, meia hora antes.

Paixão-1

Encenação

Segundo a organização, a encenação deste ano deverá ter aproximadamente 2 horas. “Este ano vamos contar a história de Jesus desde o momento do seu batismo até a ressurreição, por isso será mais longa”, conta Vanessa, uma das organizadoras do evento.

Cerca de 60 pessoas estão envolvidas no desenvolvimento da peça, 37 somente na parte de atuação, e apenas a atriz que interpretará Maria, mãe de Jesus, participou da edição do ano passado, além de João Paulo, o organizador.

A preparação começou no início de fevereiro. “Nós começamos há um mês e meio, estamos ensaiando bastante, nos baseando em alguns filmes ou até em outras peças que também retratam a Paixão de Cristo. O objetivo é tornar tudo o mais realista possível”, afirmou Vanessa, que espera um bom público na praça. “Quem quiser um bom lugar para assistir, deve chegar cerca de meia hora mais cedo, às 19 horas, pra garantir que conseguirá ver tudo mais de perto, até porquê a praça não é tão grande”, completou.

Expedito trabalha junto com o pai em um comércio e será o intérprete de Jesus Cristo no Teatro da Paixão. Ele, que já participou de diversas encenações, conta que a responsabilidade de interpretá-lo nos momentos finais de sua vida é maior. “É gratificante e emocionante. A gente se sente na própria pele de Jesus, desde o batismo, passando pela tentação e finalmente na crucificação e ressurreição”, conta o ator. Para ele, uma das partes fundamentais do espetáculo é a interação com o público. “Nós esperamos que eles também se emocionem, que se sintam parte daquele momento. É com certeza o mais importante”.


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.