16/11/2018

Taxa de analfabetismo em Artur Nogueira é de apenas 5%

Informação foi obtida pelo Sistema Estadual de Análise de Dados através da Secretaria de Educação nogueirense

Da redação

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) afirma que Artur Nogueira conta com mais de 50 mil habitantes e apenas 5,55% desse número, de acordo com o Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), é considerado analfabeto. A Secretaria de Educação nogueirense pontua que o principal desafio da alfabetização é a concorrência com os meios eletrônicos.

São considerados analfabetos àquelas pessoas com 15 anos ou mais que não sabem ler ou escrever. Em Artur Nogueira, o número não ultrapassa os 3 mil. A secretária de Educação, Elaine Vicensotti, explica que o processo de alfabetização é mais amplo do que o domínio da leitura e escrita. “Alfabetizar compreende um processo de letramento que envolve o cognitivo, o emocional e o psicossocial. Em nosso município, os professores e gestores dedicam horas de estudo para preparar atividades significativas e diversificadas para que cada aluno possa ter um bom desenvolvimento”, esclarece.

Atualmente, no município nogueirense além da elaboração do Plano Anual de Ensino para desenvolver as competências e habilidades exigidas para cada etapa da alfabetização, cada unidade de ensino atende as especificidades da comunidade a qual pertence. Para tanto é oferecido apoio pedagógico contínuo e período contrário. Vale ressaltar que em 2018, a Secretaria de Educação assinou, junto ao Ministério de Educação (MEC), um termo de adesão ao ‘Programa Mais Alfabetização’ que consiste em oferecer um professor assistente. O objetivo é proporcionar uma atenção maior com alfabetização junto ao professor regente da sala. O programa atende alunos de todas as escolas de Ensino Fundamental, de 1º e 2º anos.

Segundo a responsável pelo setor, a educação de Artur Nogueira oferece aos professores alfabetizadores formação por meio do Pacto Nacional de Alfabetização (PNAIC). O município também proporciona na EMEF “Prefeito Ederaldo Rossetti”, no período da noite, a Educação de Jovens e Adultos – EJA Fundamental I. “Valorizamos nossos professores alfabetizadores, que são muito comprometidos com o desenvolvimento integral de nossos alunos. Eles contam com o apoio de uma equipe gestora comprometida e com a Secretaria de Educação, que colabora em todos os aspectos pedagógicos e sociais para obter melhores resultados e desempenho”, enaltece Elaine.

Em 2017, aproximadamente 96% dos alunos até o terceiro ano foram alfabetizados. Já neste ano (2018) a secretaria ainda está no processo de avaliações e diagnósticos. De acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a alfabetização deverá ser consolidada até o 2º ano.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.