17/09/2019

Suspeito de agredir idoso em Artur Nogueira segue foragido

Vítima era ex-sogro do acusado e moravam na mesma casa

Da redação

O homem acusado de agredir um idoso de 79 anos em Artur Nogueira, que morreu devidos a gravidade dos ferimentos, é procurado pela Polícia Civil acusado de homicídio qualificado. A informação foi confirmada pelo delegado de Artur Nogueira Lucio Petrocelli nessa segunda-feira (16).

Delegado de Artur Nogueira: Lucio Petrocelli

O chefe da Polícia Civil nogueirense informou que Erasmo Carlos Saudino é considerado foragido porque a justiça emitiu um mandado de prisão temporária. Ele explicou que desde que tomou conhecimento do fato, pediu prioridade. “O caso aconteceu em um sábado (7 de setembro). Na segunda-feira (09) tomamos ciência dos fatos e da gravidade das agressões e instauramos o inquérito e ouvimos testemunhas e procuramos o suspeito que não foi achado para ser ouvido.Na quarta-feira(11) pedimos a prisão temporária dele e na sexta-feira (13), a justiça emitiu o mandado”, explicou Lucio.

Erasmo Carlos Saudino é considerado foragido

O delegado disse ainda que precisou respeitar prazos da lei. “A justiça trabalha com provas e então desde o início, a Polícia Civil trabalhou para colher provas e testemunhas para embasar o pedido e isso ficou claro que a justiça atendeu. A gente entende a dor da família, mas infelizmente é assim que funciona”.

Ele destacou que investigadores estiveram em todos os endereços possíveis. “Nós trabalhamos durante todo o final de semana para localizar o suspeito e não conseguimos. Estamos com equipes na rua para localiza-lo e não vamos medir esforços para que isso aconteça”, completou o delegado.

O suspeito de espancar o idoso vai responde por homicídio qualificado.

O crime

O idoso Francisco Cardoso, de 79 anos, que estava internado em estado grave na Unicamp, morreu na tarde desta sexta-feira (13). Segundo os familiares, o senhor foi agredido dentro da própria casa, pelo ex- genro, em Artur Nogueira.  A vítima teve diversas fraturas na face, no crânio e sangramento nos rins.

As agressões ocorreram no último sábado (07), na residência em que o idoso morava com a filha e com o ex-genro, autor das agressões, no bairro Ida Sia. Segundo a filha, o agressor chegou em casa bêbado e o seu pai foi falar para ele não beber e, então, começaram as agressões.

A vítima foi socorrida e levada para o hospital Bom Samaritano e depois transferida para a Unicamp, onde estava sedada com ajuda de aparelhos. Mas, de acordo com a família, o idoso não resistiu e faleceu na tarde desta sexta-feira (13).

…………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.