16/07/2019

ROMU prende três acusados de tráfico de drogas em Artur Nogueira

Dois foram encaminhados para a cadeia pública de Sumaré (SP) e a parte feminina foi encaminhada para a cadeia de Monte Mor (SP)

Da redação

A equipe da Ronda Ostensiva Municipal (ROMU) prendeu três pessoas acusadas de tráfico de drogas, na tarde desta terça-feira (16). Os suspeitos estariam fracionando a droga e foram surpreendidos pelos policiais municipais no bairro Sacilotto.

A equipe da ROMU 01 estava em patrulhamento de rotina pela Rua Rosa Arrivabene Rodrigues, no bairro Sacilotto, quando avisou um rapaz que já é conhecido pelos meios policiais. Segundo os agentes, o indivíduo pertence a uma facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios. O acusado tentou fugir quando viu a viatura e entrou em uma residência, mas acabou detido pelos policiais municipais.

Durante a revista pessoal, nada de ilícito foi localizado, porém dentro da casa onde o acusado tentou se esconder havia mais duas pessoas que estariam fracionando drogas e foram surpreendidas pela corporação. Ao todo foram localizados 138 porções de crack prontas para a venda, 62 pedras de crack em um prato, uma porção de maconha e 3 mil pinos de cocaína vazios.

Ao serem questionados pelos oficiais, um dos rapazes disse que desconhecia a situação, outro confessou ser dono das drogas e a terceira parte, uma mulher, confessou ter cedido o espaço para a realização do fracionamento dos entorpecentes.

Diante da situação, os três foram conduzidos até a Delegacia de Polícia Civil de Artur Nogueira, onde foi elaborado um Boletim de Ocorrência (B.O.) de tráfico de drogas. As duas partes masculinas foram encaminhadas para a cadeia pública de Sumaré (SP) e a parte feminina foi encaminhada para a cadeia de Monte Mor (SP).

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.