09/09/2019

Réu acusado de tentativa de homicídio recebe condenação em Artur Nogueira

Sessão de tribunal do juri ocorreu na manhã desta segunda-feira (9)

Da redação

Foi condenado na manhã desta segunda-feira (9), em uma sessão de tribunal do juri, o acusado de cometer um crime de tentativa de homicídio, ocorrido em janeiro de 2015, em Holambra (SP). A sessão, que durou cerca de duas horas, foi realizada na Câmara de Vereadores de Artur Nogueira.

O crime contra um homem, hoje com 55 anos, aconteceu no início da noite do dia 10 de janeiro de 2015, no bairro Imigrantes. Conforme descreve o Boletim de Ocorrência (BO) sobre o caso, registrado na Delegacia de Polícia Civil de Holambra (SP), na referida data dos fatos acontecia um churrasco em frente à um bar, no bairro citado. Em determinado momento, iniciou-se um tumulto generalizado.

Um suspeito, que também participava do evento, foi então visto correndo atrás de outro indivíduo.  Alguns minutos depois, o suspeito retornou ao local do churrasco, já o outro homem foi encontrado por populares com ferimentos de faca, caído no chão da Rua Stapelbroek.

Uma ambulância foi acionada ao local e a vítima recebeu os primeiros socorros, sendo levada à uma unidade médica. Apesar dos ferimentos sofridos, o homem sobreviveu. Populares que também estavam no churrasco teriam visto o suspeito pelo crime portando duas facas que, posteriormente, foram encontradas no bar e apreendidas pelas autoridades.

Agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) e da Polícia Militar (PM) estiveram no endereço da ocorrência e, após buscas, capturaram o suspeito em um bairro vizinho. À princípio, ele negou a autoria do delito, mas ao ser levado ao Pronto Socorro em que a vítima recebia atendimento médico, foi reconhecido como o autor do crime por ela.

Ao ser conduzido à Delegacia, o acusado recebeu voz de prisão pelo crime de tentativa de homicídio, sendo levado à Cadeia de Itapira (SP) e permanecendo em regime de reclusão.

Já durante a sessão do tribunal do juri nesta segunda-feira (9), o indiciado, atualmente com 45 anos, recebeu a condenação dos jurados frente ao crime de homicídio tentado privilegiado, quando existe a ação mediante violenta emoção após injusta provocação. A pena, que estaria fixada de 12 há 30 anos, com a apelação da defesa, passou para dois anos de reclusão, com condenação realizada pelo juiz que presidiu a sessão.

No primeiro ano, o réu deverá prestar serviços à comunidade, estando no período impedido de se ausentar da comarca sem autorização da Justiça. Mensalmente o réu deverá comparecer em juízo para justificar as atividades.

Leia também: 

Juri em Artur Nogueira julgará caso de tentativa de homicídio ocorrido em Holambra

…………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.