25/04/2019

Professores de Artur Nogueira oferecem aulas gratuitas de alfabetização

Cerca de 300 alunos estão sendo atendidos a cada final de semana com aulas de alfabetização, matemática, artes, música, entre outras especialidades

Da redação

A dedicação e o trabalho voluntário de algumas pessoas têm feito a diferença para moradores de Artur Nogueira. Aulas de alfabetização, matemática, artes, música, bordado entre outras especialidades são prestadas aos finais de semana aos munícipes e tem contribuído para o desenvolvimento intelectual e o aprendizado de centenas pessoas no município. A ação faz parte do programa Escola da Família, criado há cerca de 16 anos no Brasil com participação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo e disseminado em diversas cidades.

Amanda Fernandes atua como professora de matemática e de alfabetização junto ao referido programa atendendo atualmente 30 alunos, entre eles, crianças, adolescentes, adultos e idosos. Ela que já ministrou aulas na Escola Severino Tagliari, Escola Armando Falcone, Escola José Amaro Rodrigues e, também, como professora particular autônoma, participa há aproximadamente cinco anos do programa Escola da Família, em Artur Nogueira.

A professora relata que a inserção dela ao programa Escola da Família tem contribuído não só para o desenvolvimento das pessoas que são ensinadas por ela, mas inclusive, para o incentivo na própria formação acadêmica em matemática, cursada na Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC).

“Matemática é um curso difícil, vi muitas pessoas desistindo nesse período de quatro anos. A minha atuação no programa Escola da Família foi a força que encontrei para concluir meus estudos e projetos pessoais. Durante as aulas que ofereço, vi muitas pessoas que não tinham condições de estudar, em boa parte idosos, que eram limitadas de alguma forma. Mas com empenho e dedicação diária, eles estão continuando com os estudos. Isso me ajudou muito e ainda tem me fortalecido de forma pessoal”, relata.

Anteriormente, as aulas ministradas através do programa Escola da Família, em Artur Nogueira, eram oferecidas basicamente em três unidades de ensino estaduais da cidade: na Escola José Amaro Rodrigues, na Escola João Baptista Gazzola e na Escola Magdalena Sanseverino Grosso. Porém, devido aos cortes de investimentos por parte do Estado junto ao programa, atualmente as aulas são realizadas apenas na Escola Magdalena. A unidade tem centralizado todos os alunos que antes eram atendidos nas outras unidades.

Com pesar, Amanda explica que sem o devido investimento por parte do Estado, o município nogueirense corre o risco de ter o programa Escola da Família encerrado na cidade. “Tivemos uma grande perda por parte da falta de investimento do Estado no programa esse ano. Isso abalou muito os professores, voluntários e alunos, pois esse fator traz o risco do programa acabar aqui no município. Mas apesar dos obstáculos, o número de alunos tem aumentado, isso nos anima bastante”, afirma.

As aulas oferecidas no programa educacional costumam ocorrer sempre aos sábados e aos domingos. Além de ministrarem atividades ligadas à alfabetização, matemática, artes e bordado, os professores e voluntários ainda costumam oferecer aulas de informática, música (violão e viola), além de atividades ligadas à educação física e modalidade marcial, como o jiu jitsu.

Ao todo, entre professores e voluntários, são 14 pessoas que atuam no programa Escola da Família em Artur Nogueira, beneficiando aproximadamente 300 alunos a cada final de semana. Beatriz Ruiz também é participante do programa. Após um convite feito pela professora Amanda Fernandes, ela iniciou o ensino nas aulas de artes como voluntária e tem oferecido atendimento a cerca de 20 alunos.

“Eu comecei na oficina de artes em março, após a professora Amanda me propôr para que eu participasse, pois até então, não tinha nenhuma oficina sendo oferecida. Sempre gostei muito da área artística. Fiz algumas publicações nas redes sociais para arrecadar materiais, pois estávamos sem nada, e fiquei surpresa com a quantidade de materiais que ganhamos de doações”, lembra.

Beatriz também conta que a avó dela, Elizete dos Santos, de 62 anos, é aluna das aulas de alfabetização do programa Escola da Família há aproximadamente três anos e já mostra ótimos resultados de aprendizado.

“Minha vó é meu grande orgulho. Quando ela era criança não pôde estudar para poder cuidar casa e dos quatro irmãos. Ela passou praticamente a vida toda sem saber escrever e conhecia somente o alfabeto, mas não sabia juntar as letras para formar palavras. Ela sempre sonhou em aprender a ler para um dia tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para dirigir e sempre me falava que queria poder ler a Bíblia. Já tem cerca de três anos que ela tem as aulas e eu sempre ajudo ela em casa com as atividades”.

Professora Amanda Fernandes lecionando a idosos no programa Escola da Família

Além da senhora Elizete, o programa Escola da Família e o empenho dos professores e voluntários tem gerado oportunidade para muitas outras pessoas poderem se superar e obter aprendizado e conhecimento no município. O atendimento do programa Escola da Família costuma ocorrer abertamente e de forma gratuita na Escola Magdalena Sanseverino Grosso. Para isso, basta apenas a vontade dos alunos de aprender e de se inscrever para as aulas.

Outras informações sobre a realização do programa em Artur Nogueira e, também, como ser um voluntário junto ao programa, podem ser obtidas com com a professora Amanda Fernandes através do telefone (19) 99416-7747, ou pelo e-mail amandafernandes96@hotmail.com.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.