25/05/2012

Prefeito nomeia ‘Marquinhos da Cultura’ secretário de Educação

Divisão Municipal de Cultura passa a ser chefiada por Sueli Guidotti

Quézia Amorim

O prefeito de Artur Nogueira, Marcelo Capelini (PT), anunciou na última quinta-feira (24), Marcos Roberto Campos (o Marquinhos da Cultura), como novo secretário Municipal de Educação.

Com a nomeação, a bibliotecária do município, Sueli Guidotti, assumirá a função de chefe da Divisão Municipal de Cultura, função que Marquinhos ocupou por sete anos e meio, sendo o único comissionado a permanecer no mesmo cargo desde o início do Governo Capelini.

Há dois meses, desde que o ex-secretário de Educação, Alcebíades de Sá (PT), deixou o cargo para disputar pré-candidatura a prefeito do município, a responsabilidade do cargo estava por conta de Capelini.

Segundo Marquinhos, a decisão do prefeito priorizou alguém que tivesse conhecimento do funcionamento da gestão atual, pois era necessário que o ciclo iniciado por Capelini fosse concluído.

O novo secretário ainda diz que os desafios a serem realizados serão: comandar uma equipe de quase 600 colaboradores, minimizar o tempo de espera nas filas para crianças que precisam de vaga nas creches, além de realizar uma administração conjunta com os colaboradores, conselhos e com a equipe pedagógica do município.

“Não tem como eu me afastar da Cultura, até porque Educação e Cultura podem caminhar lado a lado. Tenho a sensação de dever cumprido no período em que permaneci no cargo. Fico muito feliz em poder contribuir para esse processo de melhoria na Educação do município, iniciado pelo Marcelo em 2005”, afirma o secretário.

Na gestão do prefeito Capelini já passaram quatro secretários de Educação: Laércio Ferreira Fontes (de 2005 a 2006), Suely Aparecida Antônio (de 2007 a 2008), Amarildo Boer (de 2009 a 2011) e o último, Alcebíades de Sá, que assumiu o cargo em junho de 2011 até abril deste ano.

Marquinhos da Cultura realizou diversos empreendimentos culturais no município. Participou da criação do Centro Cultural Tom Jobim, de cursos de formação cultural, iniciou o projeto Re-Virada Cultural, além de estabelecer o calendário cultural com data definida no município, possibilitou e facilitou a estrutura da produção de eventos realizados por diversos setores da cidade.

Marquinhos entrou para a política em 2002, quando começou a se envolver no Partido dos Trabalhadores (PT). Um ano depois se filiou ao partido, fez parte da campanha eleitoral de Capelini e foi convidado a assumir o cargo de chefe de Divisão Municipal da Cultura, onde permaneceu até esta semana.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.