22/12/2010

Vereadores apoiam prefeito para investir em empresas

Lei aprovada pela Câmara permite realização de obras de infraestrutura básica em propriedades industriais

Por Riane Barbosa

Na última segunda-feira, 20 de dezembro, durante sessão extraordinária, realizada pela Câmara Municipal de Artur Nogueira, os vereadores avaliaram os projetos de leis feitos pelo prefeito Marcelo Capelini (PT). Na ocasião foram discutidos sete projetos de interesse da prefeitura. De acordo com a relação de ordem da sessão, seis projetos foram aprovados sem nenhuma objeção.

Houve uma analise e discussão maior quanto a lei complementar de número 49, que em seu projeto, autoriza que o poder executivo realize obras de infraestrutura básica em propriedades industriais. O prefeito solicitou autorização para fazer aplicações diretas em qualquer empresa sem precisar de avaliação da Câmara. Além de convalidar e ratificar todos os seus atos administrativos praticados durante o ano e no exercício anterior.

O parágrafo da emenda que continha a informação acima levantou uma discussão entre os vereadores. Com a oposição do vereador Cristiano da Farmácia (PSDB), houve somente o ajuste na emenda. Foi alegado não haver a total explicação no projeto de lei, com riscos de futuras ações inesperadas do prefeito. “Não estavam nítidos quais eram as obras e em que empresas o prefeito queria investir”, alerta Cristiano. O vereador ainda explicou que a proposta seria boa e que o investimento poderia ser necessário para retornos financeiros à cidade, mas precisava de ajustes.

Em seguida, os vereadores Luiz Carlos Ferreira (PT) e Zezé da Saúde (PSDB) concordaram com o pedido da alteração e entraram em consenso com os demais vereadores. “Com essas aplicações nas empresas, o prefeito promoverá a geração de empregos e o desenvolvimento da área industrial da cidade” disse Ferreira.

Com todas as considerações feitas pelos vereadores, a lei foi aprovada com a condição de que todos os gastos públicos em empresas privadas sejam aprovados pela Câmara.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.