26/04/2012

POLÍTICA: Justiça Eleitoral absolve Zé Creme acusado de infidelidade partidária

Quézia Amorim

Aconteceu na última quinta-feira (27), no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo, o julgamento referente à acusação de infidelidade partidária feita ao ex-filiado do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Zé Creme. O resultado do julgamento resultou na absolvição do vereador pelo caso ter sido considerado improcedente.

Zé Creme possuía o cargo de vereador no PSDB de Artur Nogueira por mais de quatro anos. Em setembro do ano passado resolveu sair do partido para fazer parte do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), onde atualmente possui cadeira de vereador.

“Quando tomei essa atitude eu estava consciente, acreditei que nada iria me ocorrer, por tudo o que já fiz pelo partido. Sempre tive a pretensão de sair do poder legislativo para ir para o executivo, e no PSDB eu sempre era impossibilitado, não tinha a chance de crescer. Agora eu continuo no PMDB, só que com mais força”, afirma o vereador.

No julgamento houve um reconhecimento de decadência, que em outras palavras significa a perca do direito do ingresso da ação, que pode ser dada por diversos motivos, um deles seria o fato de terem feito a procedência da ação de maneira incorreta.

 


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.