14/05/2019

Paralisação nas escolas estaduais pode atingir Artur Nogueira

Educadores optaram por paralisar em protesto por reajuste salarial e contra "reforma" da Previdência de Bolsonaro (PSL)

Da redação

Em protesto aos cortes de verbas para Educação, alguns funcionários irão aderir à paralisação nesta quarta-feira (15). Segundo pais de estudantes de Artur Nogueira, a ação deve atingir o município também de alguma forma. Os cortes foram anunciados na semana passada pelo ministro da Educação Abraham Weintraub. Além da diminuição da verba, a categoria está se reunindo de forma contrária à reforma da Previdência.

As unidades de ensino estadual nogueirense não emitiram uma nota oficial, porém pais e mães de estudantes da cidade entraram em contato com o Portal Nogueirense alertando sobre a possível paralisação. Em Artur Nogueira, há a E.E José Amaro Rodrigues, E.E Prof. Armando Falcone, E.E Prof. José Apparecido Munhoz, E.E Profª. Magdalena S. Grosso e E.E Severino Tagliari, além da ETEC.

O anúncio de paralisação foi feito pela presidente do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), Maria Izabel Noronha. Ela unificou a data com a proposta de paralisação da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

Secretaria de Educação de SP

Em nota a secretaria de Educação do Estado de São Paulo informou que o setor “orientou que todas as escolas estaduais estejam abertas nesta quarta-feira (15). A pauta de mobilização é nacional e não está direcionada à Seduc-SP. A Pasta acredita no compromisso dos professores com os alunos. Todas as 91 diretorias de ensino devem acionar, mediante necessidade, os professores eventuais do cadastro para substituição”.

Continue acompanhando o noticiário sobre o assunto no nogueirense.com.br.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.