02/09/2013

Oficina gratuita ensina como produzir filmes com celular

Rafaela Martins Ainda estão abertas as inscrições para o Projeto Dogma – Mais Próximo do Cinema Cru, que acontece na quinta-feira (12), às 15 horas, no Teatro ‘O Fingidor’ do Cemeb Monteiro Lobato (Escola Modelo), em Artur Nogueira. O projeto tem como objetivo aproximar os nogueirenses do universo cinematográfico, trazendo aos participantes técnicas e dicas […]

Rafaela Martins

Ainda estão abertas as inscrições para o Projeto Dogma – Mais Próximo do Cinema Cru, que acontece na quinta-feira (12), às 15 horas, no Teatro ‘O Fingidor’ do Cemeb Monteiro Lobato (Escola Modelo), em Artur Nogueira.

O projeto tem como objetivo aproximar os nogueirenses do universo cinematográfico, trazendo aos participantes técnicas e dicas de como produzir curta-metragem por meio de aparelhos celulares.

Na oficina será ensinado para os nogueirenses como criar o curta-metragem utilizando o conceito dogma, ou seja, fazer pequenas produções sem que seja preciso fazer cortes ou edições.

A tarde será preenchida pela produção dos curtas-metragens, que deverão ter entre 5 e 10 minutos, de participantes seguindo as etapas de roteirização, criação, atuação, direção e gravação.

Segundo o secretário Municipal de Cultura e Turismo, Leandro Queiroz ‘Gugu’, essa iniciativa vem agregar a cidade de Artur Nogueira. “O objetivo é dar a oportunidade das pessoas conhecerem o mundo da produção artística, porque muita gente fica atrás da tela e não sabe o que se passa do lado de lá. Vamos dar oportunidade para que elas possam fazer suas produções individuais. Eu espero que as pessoas interajam cada vez mais e, assim, formemos novos diretores que levem o nome da nossa cidade”, fala Gugu.

Quem ensinará as técnicas é o bacharel em Artes Visuais Leandro Watanabe, formado pela Belas Artes de São Paulo. Watanabe atua na área de audiovisual como videoartista, roteirista e editor em trabalhos artísticos e cinematográficos. Atualmente, ele trabalha em áreas de arte-educação e cinema, com roteiros, produção de curtas-metragens e edição em longas como “Linha de Fuga”, de Alexandre Stockler.

As vagas para participação do projeto são limitadas e se estendem a apenas 30 pessoas, sendo exigido idade mínima para participação, 14 anos. Os alunos devem levar os aparelhos celulares ou máquina fotográfica, ter em mãos o RG e CPF, além de levar caneta e papel para anotações.

O programa faz parte do Ponto Mis, projeto do Governo do Estado que promovem mensalmente a interação cultural através de oficinas e filmes gratuitos.  As inscrições podem ser feitas no Centro Cultural Tom Jobim ou pelo telefone (19) 3877-3579.

Ponto Mis

O ‘Pontos MIS’ é um programa que visa promover a formação de público e a circulação de obras do cinema, estabelecendo parcerias com as cidades do estado para criar pontos de divulgação audiovisual. O programa é uma parceria entre o Museu da Imagem e do Som – MIS e as cidades do Estado.

O MIS entra com a programação e o material de divulgação e a cidade com a infraestrutura necessária. Mensalmente é enviado um programa de filmes diferentes para ser exibido, na maior parte das vezes composto por 1 curta e 1 longa-metragem.

A importância do programa é buscar a democratização do acesso ao cinema, a fim de contribuir para a formação de plateias, a divulgação de filmes e o estímulo da produção local.

Mais informações
Data: dia 12 de setembro
Horário: 15h às 17h
Local: Teatro “O Fingidor” do Cemeb Monteiro Lobato (Escola Modelo)

Projeto Dogma – Mais próximo do cinema cru – com Leandro Wabanabe
30 vagas
A partir de 14 anos
Telefone: (19) 3877-3579


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.