08/05/2017

Obras do sistema de tratamento de esgoto de Artur Nogueira estão atrasadas há 28 meses

Segundo Prefeitura, ETE Stocco será finalizada até o final do ano

Da redação

As obras do sistema de tratamento de esgoto de Artur Nogueira estão atrasadas há 28 meses. Composto por duas Estações de Tratamento (ETEs), o sistema já possui uma em operação, a Três Barras, responsável por cuidar de menos da metade dos dejetos da cidade. No entanto, a segunda ETE, do Bairro Stocco, ainda não terminou de ser construída. Ela deveria estar pronta desde janeiro de 2015.

A construção das ETEs Três Barras e Stocco teve início no final de 2013. Na época, todo o esgoto de Artur Nogueira era despejado nos córregos do município. A previsão original era de que todo o sistema estivesse completo até o primeiro mês de 2015, mas as obras sofreram diversos atrasos. Apenas a ETE Três Barras foi concluída, em junho de 2016, e trata 35% dos dejetos da cidade.

ETEStocco (3)-1494006669

Até hoje, porém, a ETE Stocco não foi finalizada. Na gestão passada do Executivo municipal, o então prefeito Celso Capato afirmou que o atraso nas obras foi causado por falta de repasse de verbas da União. Vários prazos para a conclusão da obra foram estipulados, mas nenhum, cumprido. A construção ficou parada por diversos períodos, sendo, inclusive, alvo de furto.

De acordo com a Assessoria de Imprensa da atual gestão da Prefeitura, as obras da ETE Stocco não estão paralisadas, mas aguardam “a fabricação de alguns equipamentos específicos, como um reator que será instalado no local”. Quando a estação estiver pronta, ela tratará os 65% do esgoto que ainda não é tratado, abrangendo 100% dos dejetos produzidos pela população nogueirense. Segundo o órgão, isso deve acontecer até o final de 2017.

ETEStocco (1)-1494006664

Problemas no tratamento

Apesar de já possuir uma ETE funcionando, o sistema de tratamento de esgoto de Artur Nogueira possui uma série de problemas. Em fevereiro deste ano, o vereador Professor Adalberto (PSDB) apontou, durante sessão da Câmara Municipal, uma série de problemas na ETE Três Barras.

Entre as irregularidades mencionadas pelo vereador, estavam a falta de equipamentos de segurança, falta de extintores de incêndio, cloração indevida e a falta de incineração de gás e de aplicação de antiespumante – a falta deste produto facilita o desenvolvimento de espumas no processo de tratamento de esgoto, que são espalhadas pelo vento e vêm a poluir o ambiente.

ETE-2_5bae8055f4fcb405846c90a9e60ef0e556411bc7-1487638236

Na época, Adalberto explicou que, segundo o superintendente do Serviço de Água e Esgoto de Artur Nogueira (Saean), João Santarosa, muitos dos problemas enfrentados pela ETE Três Barras foram originados no passado, por causa da falta de verba aplicada na canalização que transporta os dejetos até a estação.

No mesmo mês, o Portal Nogueirense também apontou algumas irregularidades nos sistemas do Saean. Segundo Santarosa e boa parte desses problemas já haviam sido resolvidos, e a autarquia já trabalhava para solucionar o que ainda restava.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.