25/12/2018

Nogueirense se torna Papai Noel oficial do Hospital Boldrini

Uma vez ao ano, Valdécio de Moura deixa de lado a profissão de comerciante e se transforma no Bom Velhinho

Diego Faria

Um morador de Artur Nogueira que costuma atuar como Papai Noel durante os meses de dezembro no município foi oficializado com o título de bom velinho do Centro Infantil Boldrini, em Campinas (SP). Valdécio de Moura, ou Dé como costuma ser chamado por amigos e conhecidos, visita as alas da unidade hospitalar no intuito de levar alegria e esperança aos pacientes e funcionários do local.

É no mês de dezembro que o comerciante Valdécio de Moura, de 52 anos, se transforma no Papai Noel oficial de Artur Nogueira. O trabalho é realizado de forma séria e comprometida por ele há cerca de 14 anos. Com direito a um traje muito bem elaborado, Dé, o Papai Noel nogueirense, visita bairros carentes da cidade, oferecendo balas e doces, contagiando crianças e adultos. Mas o trabalho de Valdécio cresceu e transpôs barreiras, chegando ao Hospital Boldrini, situado no distrito de Barão Geraldo, em Campinas (SP). Crianças que enfrentam o tratamento contra o câncer  e outras debilidades junto à unidade, costumam ter um fim de ano mais alegre com a visita de Valdécio, ou melhor, do Papai Noel.

O trabalho anual de Papai Noel realizado por Valdécio foi idealizado em 2006 durante uma conversa entre amigos em um Encontro de Casais com Cristo (ECC), promovido pela Paróquia Nossa Senhora das Dores, de Artur Nogueira. Na ocasião, o grupo, de pelo menos sete casais, decidiu fazer a doação de uma cesta básica de Natal para uma família carente de Artur Nogueira. Dé foi eleito pelo grupo para ser caracterizado como Papai Noel durante a doação. Após essa ação, ele pegou gosto pela causa social, praticada agora incansavelmente ano após ano. Devido à paixão pelo personagem natalino do bom velinho, Valdécio foi eleito não só o Papai Noel oficial de Artur Nogueira, mas também, do Centro Infantil Boldrini de Campinas (SP), sendo responsável por levar esperança para dentro dos corredores e quartos da unidade. Considerado um hospital de referência mundial no tratamento de câncer infantil e doenças do sangue, o Centro Boldrini atua no atendimento de oncologia e hematologia pediátrica.

Com o apoio de um grupo de colaboradores formado por mais de 10 pessoas, há três anos Dé se tornou o Papai Noel oficial do Hospital Boldrini. E para lá, abordo de uma van, que na última quarta-feira (19) partiu o Papai Noel de roupas vermelhas, botas, barbas e cabelos brancos, com um cajado iluminado e, é claro, com o saco de presentes. Junto com ele estavam também as mamães noéis e os duendes da fábrica de doces do bom velhinho, mais uma vez visitando as alas em que mais de 500 crianças, em regime de internação ou rotativo, recebem atendimento.

São aproximadamente 20 mil balas distribuídas pelos corredores e quartos do hospital, além de brinquedos, bolo e sorvetes que também são entregues na intenção de oferecer um pouco de amor, carinho, atenção. “Em 2016 eu insisti com a diretoria do Hospital Boldrini para poder entrar lá como Papai Noel para visitar as crianças, então, eles aceitaram o meu trabalho e perceberam que o resultado foi positivo entre os pacientes. E então, através de doações e dos colaboradores eu me ajudam, eu faço essa atividade. É um sentimento de renascimento. Uma alegria tão grande de ver aquelas crianças sorrindo, brincando e se divertindo, também o brilho nos olhos das mães desses pacientes, não tem como descrever. É como a sensação de ganhar novos filhos”, relata Valdécio.

 

Além das crianças, os médicos, enfermeiros, recepcionistas, faxineiros, cozinheiros e todos que trabalham no Boldrini são visitados pelo Papai Noel nogueirense. A cada ano mais decidido em continuar com a ação social natalina, Valdécio afirma que nada tira dele a vontade de se dedicar a esse trabalho. “Eu agradeço muito à comunidade nogueirense e a todos que me ajudam com esse trabalho, incluindo a ONG do Juquinha, de São Paulo. Recebo muitas doações que me possibilitam fazer as entregas, sem isso, não seria possível”, afirma.

Como resultado desta humanitária ação, o espírito de Natal se mantêm vivo no coração do Papai Noel Valdécio de Moura e de seus colaboradores, para que nos próximos anos, haja continuidade as visitas aos pacientes do Hospital Boldrini e às famílias de Artur Nogueira. Doações e contribuições podem ser feitas para a continuação deste trabalho durante o ano todo. O contato com Valdécio deve ser realizado pelo número (19) 9.9135-4571.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.