06/06/2018

Nogueirense com leucemia faz campanha para encontrar doador de medula

Hemocentro da Unicamp apoia iniciativa e fará cadastros de interessados nesta quinta-feira (7), na coleta bimestral

Da redação

Começou com uma fraqueza constante. Parecia que tudo era mais cansativo. Depois vieram as manchas roxas pelo corpo e que não foram causadas por nenhum impacto ou contusão. Daí os amigos do trabalho repararam na palidez da pele e demonstraram preocupação. Um médico foi procurado, e exames vieram na sequência. Pouco depois, o diagnóstico: leucemia.

A notícia quase derrubou a técnica de enfermagem Patrícia Soares. Era julho de 2017, e ela nunca havia sequer imaginado que poderia desenvolver esse tipo de câncer. “Ninguém na minha família sofreu com isso”, conta quase um ano depois, após muitos tratamentos e pouca perspectiva de melhora.

A doença, mesmo com várias sessões de quimioterapia, avança rápido. A família foi informada na semana passada que um transplante de medula é necessário urgentemente para salvar a vida de Patrícia. No entanto, não há doadores compatíveis com a nogueirense no Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome).

Uma alternativa possível seria um transplante haploidêntico, feito a partir de um doador apenas 50% compatível. O risco de morte após a cirurgia, porém, é muito alto. “A recuperação é mais lenta, e a pessoa fica mais exposta a bactérias e infecções”, explica a advogada Sílvia Soares, irmã de Patrícia.

Juntamente com a família, elas buscam então um doador 100% compatível para Patrícia – e contam com a solidariedade dos moradores de Artur Nogueira para isso. A forma mais rápida que encontraram foi por meio da coleta bimestral de sangue que o Hemocentro da Unicamp realiza na cidade, e que ocorrerá novamente nesta quinta-feira (7).

As irmãs conversaram com o Hemocentro, que se dispôs a enviar 40 cadastros de doadores de medula nesta quinta (7) para o município. Com isso, 40 moradores da cidade poderão se tornar doadores de medula, e, quem sabe, um deles seja compatível com Patrícia e ajude-a na cura da Leucemia que ela enfrenta há quase um ano.

Caso a procura supere significativamente os 40 cadastros disponibilizados, segundo Sílvia, há a possibilidade de o Hemocentro realizar uma nova campanha em Artur Nogueira. Dessa vez, o evento seria específico para doação de medula. Para isso, Patrícia conta com a boa vontade dos nogueirenses.

“A gente gostaria que as pessoas se conscientizasse da importância de doar medula. Porque existem mais de 40 doenças que usam esse tipo de transplante, então não só eu estou precisando, tem muitas pessoas cadastradas no Redome que também precisam”, comenta a técnica de enfermagem. “Às vezes a gente está aqui, de braços cruzados, sendo que poderíamos fazer alguma coisa para ajudar pessoas nessa situação”, salienta.

sangue2-1469710064

Como doar

Nesta quinta-feira (7), Artur Nogueira receberá a campanha bimestral de doação de sangue promovida pelo Hemocentro da Unicamp, junto à Secretaria de Saúde do município. O local de doação será a Comunidade São Benedito, no bairro Nosso Chão, entre 9 horas e meio-dia. No local, serão disponibilizados 40 cadastros de doadores de medula para que desejar ser voluntário na causa.

Segundo o Redome, para se tornar um doador de medula óssea é necessário:

  • Ter entre 18 e 55 anos de idade.
  • Estar em bom estado geral de saúde.
  • Não ter doença infecciosa ou incapacitante.
  • Não apresentar doença neoplásica (câncer), hematológica (do sangue) ou do sistema imunológico.
  • Algumas complicações de saúde não são impeditivas para doação, sendo analisado caso a caso.

Profissionais de saúde estarão no ponto de coleta para orientar a população sobre a importância da doação. A coleta ocorre na Comunidade São Benedito, localizada na Rua Emílio Dias Prado, s/n, a partir das 9 horas. É necessário a apresentação do RG ou de um documento com foto.

Caso não seja possível realizar o cadastro nesta quinta-feira (7) por um eventual esgotamento das 40 vagas disponibilizadas, os interessados podem se dirigir diretamente ao Hemocentro de Campinas e efetuar o cadastro de doador de medula no local. O atendimento ocorre de segunda a sábado, das 7h30 às 15 horas. Telefone: (19) 3521-8705.

Leia também

Professora de Artur Nogueira encontra criança para quem doou medula há dois anos

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.