20/04/2018

Mudanças na nota fiscal paulista preocupam entidades nogueirenses

Saiba como doar seu cupom fiscal para instituições de Artur Nogueira

Da redação

Desde novembro do ano passado, o governo estadual mudou as regras para o reembolso da Nota Fiscal Paulista. A medida causou preocupação entre instituições beneficentes de todo o estado, inclusive de Artur Nogueira. Isso porque aquelas urnas que ficavam ao lado dos caixas em estabelecimentos comerciais, e nas quais o cliente depositava seu cupom fiscal para doá-lo a uma entidade, não existem mais.

Sulien Luglio, assistente social da Associação dos Idosos Desamparados de Artur Nogueira (Aidan), afirma que a mudança pode diminuir a arrecadação da entidade. Ela conta que, no passado, as instituições beneficentes do município montaram uma associação. Juntas, distribuíram urnas pelo comércio nogueirense e buscavam periodicamente as notas doadas.

Cada entidade ficava com uma parte dos cupons fiscais sem declaração de CPF ou CNPJ que eram deixados nas urnas. Elas, então, acessavam o sistema da Nota Fiscal Paulista e lançavam esses bilhetes no CNPJ da entidade. Assim, o reembolso tributário do programa era convertido para a instituição beneficente – uma prática muito comum na cidade, até novembro de 2017.

Sulien explica que os reembolsos acontecem em abril e outubro. Neste mês, a entidade recebeu a parcela de devolução de tributos referente ao segundo semestre do ano passado, quando as urnas ainda operavam na cidade. A partir de outubro, porém, o reembolso não dependerá mais do esforço das entidades em registrar os cupons, mas da boa vontade dos consumidores individuais.

“Já chegamos a ter quatro funcionárias lançando as notas no sistema”, lembra a assistente social da Aidan. Os valores reembolsados ajudavam a instituição a pagar as contas e manter o funcionamento normal. Agora, quem quiser doar suas notas fiscais para instituições beneficentes precisará fazer por si mesmo todo o processo.

O ex-diretor administrativo da Associação dos Pais e Amigos do Excepcionais (Apae) de Artur Nogueira, Dr. Flávio Almeida, havia comentado sobre essa situação em fevereiro. Naquele mês, quando ainda ocupava o cargo, ele inaugurou uma central de telemarketing na entidade.

“A gente trazia um monte de recibos, sacos e sacos de notas”, disse Almeida à época. Estima-se que fossem cerca de 15 mil notinhas por mês arrecadas pela Apae. Duas vezes por ano, a entidade recebia o ressarcimento tributário, que era responsável por aliviar boa parte das dificuldades financeiras da entidade. Com a central de telemarketing, a direção da entidade espera suprir essa queda na arrecadação e dar continuidade aos projetos agendados.

Como doar

Segundo a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, a forma mais simples e prática de doar seu cupom fiscal para uma entidade social é por meio de um cadastro no site do programa. Para ativar a opção, basta acessar o site do programa (www.nfp.fazenda.sp.gov.br), fazer login no sistema e, em seguida, clicar na aba Doação Automática > Escolher Instituição.

Após o cadastro, os cupons fiscais de todas as compras em que o consumidor informar o CPF serão destinados à entidade assistencial escolhida de forma automática e gerarão créditos e bilhetes para a participação delas nos sorteios. De maneira a estimular a doação automática, mesmo destinando os cupons fiscais para a instituição, o consumidor contará com o valor da compra para gerar bilhetes eletrônicos e participar dos sorteios mensais da Nota Fiscal Paulista.

Importante: A doação automática só ocorrerá se o consumidor tiver escolhido previamente a sua instituição favorita no sistema da Nota Fiscal Paulista e informar o CPF na ocasião da compra. É possível trocar de entidade favorita a qualquer momento e até mesmo desativar a opção, caso o consumidor deseje.

Também é possível continuar realizando a doação de cupons fiscais sem a indicação do CPF para qualquer instituição. Basta acessar o app da Nota Fiscal Paulista, fotografar o QR Code ou digitar os dados do cupom e em seguida escolher para qual entidade serão destinados seus créditos.

Esse processo, porém, não é automático. O consumidor terá que fazer a doação “nota a nota”, seja no aplicativo ou diretamente no site da Nota Fiscal Paulista (www.nfp.fazenda.sp.gov.br).

Balanço

Ainda segundo a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, as mudanças na Nota Fiscal Paulista reforçam o viés social do programa. Um levantamento realizado pelo órgão mostra que o aplicativo já proporcionou um aumento de mais de 100 vezes no crédito médio por cada documento fiscal que é doado pelos consumidores.

No sistema antigo, de acordo com o programa, cada nota fiscal depositada em urnas localizadas em estabelecimentos comerciais gerava, em média, R$ 0,23. Já nas doações realizadas diretamente pelo aplicativo, permitindo que o consumidor escolha a instituição que irá receber a sua doação, o valor médio do crédito gerado em documento fiscal é superior a R$ 40.

A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo informa que isso é possível porque as novas regras retiraram das doações realizadas pelo aplicativo a trava que destinava às entidades o máximo de 7,5% o valor da nota. Agora o teto máximo de crédito que uma entidade poderá receber é de 10 Ufesps (o equivalente a R$ 250,70) por cupom fiscal.

Antes, tomar um café de R$ 4,00 e depositar em uma urna renderia, no máximo, R$ 0,30 para uma instituição. Agora, a doação do cupom fiscal de R$ 4,00, por meio do aplicativo oficial, poderá render a esta entidade assistencial até R$ 250,70.

Confira abaixo o vídeo explicativo da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo:

Leia também

Dificuldade financeira ameaça fechar portas da Aidan

Nova diretoria da RPAA cobra apoio financeiro em Artur Nogueira

Apae de Artur Nogueira completa 31 anos superando falta de recursos

Falta de verbas ameaça fechar Jovem Aprendiz de Artur Nogueira

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.