08/12/2015

Moradores reclamam de obra pública parada há pelo menos três anos em Artur Nogueira

Construção faz parte da implantação do Centro de Referência em Atendimento Educacional Especial (Craee) do Parque dos Trabalhadores. Prefeitura informou que busca recursos para a retomada do serviço.

O término das obras do Centro de Referência em Atendimento Educacional Especial (Craee), localizado na esquina da Rua Ricco Guidolin com a Rua Ricardo Tagliari, no Parque dos Trabalhadores, em Artur Nogueira, estão atrasadas há mais de três anos. Os trabalhos na construção, de acordo com a Prefeitura, tiveram início durante a gestão anterior, mas até o momento se encontram paralisados. A Prefeitura afirmou também que busca recursos para a retomada do serviço, mas afirma não ter previsão para o término da obra.

IMG_6473 - Copia

A construção, ainda a ser concluída, tem gerado preocupação aos moradores que residem em casas ao redor da obra. Os munícipes disseram que até a quarta-feira (25) havia muito mato no local, o que ocasionava o surgimento de animais peçonhentos, como cobras, aranhas e escorpiões. A aposentada Rosemara Freire, moradora da Rua Ricco Guidolin há 30 anos, com o apoio de um vizinho, informou a Prefeitura sobre um escorpião que eles encontraram no interior da obra na manhã de quarta-feira, por volta das 11h30. Após uma hora do comunicado, funcionários municipais estiveram no local para efetuarem a limpeza.

A Prefeitura também retirou do terreno materiais de construção, como ferro e areia. “Nós achamos o escorpião, tiramos fotos e mandamos para o prefeito, então uma equipe veio e fez a limpeza. O mato estava alto há meses,” declara.

20151127090656 - CopiaIMG_6487 - Copia

De acordo com a moradora, também haviam recipientes acumulados no interior da obra, o que agravava a situação do local e ocasionava a proliferação do mosquito da Dengue. “Eu e minha filha ficamos com dengue há um tempo atrás, e aqui em casa não tem acúmulo de água parada,” afirma.  O local, conforme declarações dos moradores das imediações da obra, também era usado como refúgio para usuários drogas.

A contadora, Stefani Regiane de Matos, moradora da Rua Antônio de Faveri, em frente à obra, informou que também havia efetivado vários pedidos para que uma limpeza fosse realizada após o surgimento de ratos e de um lagarto, que chegou a entrar na casa onde ela reside com a família. “Tinha até um homem de rua morando ai dentro, depois que a Prefeitura fez a limpeza ele foi embora,” afirma.

IMG_6501 - CopiaIMG_6509 - Copia

Prefeitura

Em resposta ao Portal Nogueirense a Prefeitura informou que “a administração anterior iniciou a obra sem ter feito o devido planejamento orçamentário. Em razão disso, não teve condições de dar andamento à construção ainda durante o mandato anterior, mais precisamente em 2012, e abandonou a obra sem nenhum recurso em caixa para que a mesma tivesse continuidade, como exige a Lei de Responsabilidade Fiscal,” declara.

Ainda de acordo com a assessoria de imprensa,  “a Prefeitura está buscando, junto ao governos estadual e federal, recursos para a conclusão desta obra, pois, no momento, é inviável qualquer possibilidade de retomada da construção com os recursos exclusivos do caixa municipal,” conclui.

IMG_6486 - CopiaIMG_6496 - Copia


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.