07/12/2018

Judoca de Artur Nogueira anuncia “vaquinha” para lutar na Alemanha

Atleta busca vaga na Seleção Brasileira de Judô para disputar Campeonato Internacional

Amilly Caroline Diniz

O professor e treinador Rodolpho Lavoura abriu uma “vaquinha” online para arrecadar fundos para subsidiar a judoca Camila Vieira. A atleta de Artur Nogueira busca vaga na Seleção Brasileira Juvenil para representar o país no Estágio Internacional na Alemanha.

Camila tem 16 anos e já conquistou vários títulos. No início deste ano foi medalhista de bronze no Campeonato Brasileiro Regional Sub 18, no Paulista sub 18 e Sênior, no Paulista Estudantil e sua mais recente conquista foi o 3º lugar na Seletiva Nacional em sua categoria.

A competição marcou o início do processo de formação da Seleção Brasileira para o ano de 2019 ao distribuir os primeiros pontos para o Ranking Nacional. O professor explica a distribuição de pontos.

“A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) formata uma logística onde o atleta que faz parte da seleção está ali por mérito. Então começamos com campeonatos aspirantes, estaduais e divisão especial, onde o aluno acumula pontos no Ranking Estadual, que leva até o brasileiro. O Ranking Nacional acumula pontos de competições, seletivas e finais de campeonatos estaduais”.

“A Camila saiu de um municipal e chegou a um nacional. Com a colocação (3º) ela já entra em 2019 como a 3ª melhor colocada no Ranking Nacional, o que classifica para participar do Meeting Nacional de Base, em fevereiro”, conta Rodolpho.

O Meeting é a segunda competição que mais vale pontos para o Ranking, e só são convocados os oito primeiros colocados de cada categoria no país. Nessa competição, o campeão automaticamente disputa um campeonato na Alemanha com tudo pago pela CBJ.

O treinador também explica que se Camila não for campeã do Meeting ainda pode competir internacionalmente. “Ela ainda batalha por pontuação para ir em competições internacionais por adesão, o que significa que ela ainda pode ir com a seleção, porém os custos da viagem ficam por conta da equipe”, afirma o sensei. E completa, “a partir do momento que ela está entre as três melhores do Brasil, ela tem duas formas de ir para os internacionais”.

“O Meeting de base tem grande importância pois com ele somo pontos para o ranking nacional, onde posso realizar viagens internacionais com a seleção brasileira de base, representando o país. Esse seria um grande passo para a realização de grande sonhos”, declara Camila.

A vaquinha

A judoca faz parte de um projeto da Prefeitura de Artur Nogueira, por meio da Secretaria Municipal de Esportes, denominado “Judô esporte social”. O programa atende mais de 500 alunos e além do incentivo da Prefeitura, se mantém por ações e eventos internos.

“Temos como política ajudar a maioria, então corremos por fora com ações para levantar fundos, como coleta de latinhas para reciclagem, venda de pizzas e brigadeiros, cantina nos campeonatos… E assim revertemos as dificuldades e trabalhamos valores sociais com os alunos”, declara Rodolpho.

Pensando nisso, o treinador faixa preta resolveu criar uma “vaquinha” online para que as pessoas possam doar a quantidade que puderem. A arrecadação acontece por endereço eletrônico e apresenta o valor a ser obtido, bem como o valor já arrecadado. Os interessado em ajudar a jovem esportista podem participar da arrecadação até o dia 30 de janeiro de 2019 via site.

Camila Aparecida dos Santos Vieira

Camila iniciou o Judô no Projeto Judô Esporte Social em 2015, devido ao incentivo do irmão Lucas Vieira, de 20 anos, também atleta e estagiário da Secretaria de Esportes. No início de 2018, Camila foi convocada a fazer parte do Centro de Excelência de Judô do Estado de São Paulo. Desde então mora e treina no Ibirapuera durante a semana, compete e treina com a equipe de Artur Nogueira aos finais de semana.

Leia mais

Atleta de Artur Nogueira luta por vaga na Seleção Brasileira de Judô

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.