13/09/2018

Judô de Artur Nogueira recebe medalhas em competição internacional

Evento contou com a participação de mais de 900 judocas de 21 estados brasileiros além do Chile e Espanha

Os alunos do Projeto judô Esporte Social, Camila Vieira, Lucas Vieira, Vitor Souza e André Luiz Júnior, representaram Artur Nogueira na 14ª edição da Copa Rio Internacional de Judô. Os atletas, acompanhados do técnico, Rodolpho Lavoura, alcançaram ótimas colocações. Lucas, Camila e Vitor, ficaram com a medalha de bronze; e André Luiz ficou em quinto lugar.

Os quatro competidores treinam no município através do projeto Judô Esporte Social que atende mais de 600 pessoas. O programa que completou sete anos em 2018 tem como maior objetivo a formação de cidadãos de bem, se utilizando do judô como ferramenta educacional. Pessoas com deficiências, idade avançada ou qualquer outro tipo de “restrição” podem fazer parte do projeto, visto que o mesmo tem como base a inclusão. O projeto é tão sério e transformador que um dos alunos foi contratado como estagiário e agora faz parte do time de professores do projeto.

O prefeito de Artur Nogueira, Ivan Vicensotti (PSB), explica a importância do programa. “Educação é um dos pilares desta gestão e poder aliar o esporte a isso é algo transformador”, afirma. O prefeito enxerga a inclusão oferecida pelo projeto como um destaque. “Todos no mesmo lugar, sem diferenças e sendo atendidos por profissionais capacitados proporciona um ambiente familiar para os alunos”, alega o chefe do Executivo.

Lutas

Lucas Vieira (Sub 21 meio leve) foi o primeiro a lutar. Venceu a luta inicial por Ippon, mas foi derrotado na segunda rodada durante o Golden Score (período de desempate). Na repescagem venceu mais três lutas e garantiu a medalha de bronze. “Meu objetivo era o de ser campeão. Acabei encontrando dificuldades contra um atleta que eu não conhecia e não consegui derrubá-lo. No desempate sofri uma punição (Shido) que acabou me tirando a medalha de ouro. Fico feliz com o bronze e pela rica experiência de ter lutado esse evento”, afirma o judoca Lucas Vieira, que também atua como estagiário da Secretaria de Esportes.

Já Andre Junior (sub 21 leve) foi derrotado na estreia por um atleta do Instituto Reação e seguiu para a repescagem. Diferente de seu parceiro, Andre foi derrotado na disputa de bronze e conquistou a quinta colocação.

Representando as mulheres, Camila Vieira (sub 18 meio leve) teve um grande desafio, logo na luta de estreia. Lutou contra Beatriz Lopes, atleta do Instituto Reação do Rio e campeã Sul Americana em 2017. No segundo minuto de luta, Camila foi derrubada e a adversária dela ficou a frente no placar. Com muita dificuldade devido ao tamanho da carioca, Camila não conseguiu mudar a luta e foi derrotada. Na repescagem venceu todas as lutas e ficou com a medalha de bronze. “Nunca lutei contra Beatriz. Vir até o Rio foi importante pois agora tenho recursos para estudar essa luta e tentar melhorar”, declara Camila Vieira.

Vitor Argolo venceu a primeira luta, mas empatou a segunda com  o atual campeão carioca. No Golden Score, o carioca derrubou Vitor que foi para a repescagem. Assim como Lucas e Camila, venceu todas as lutas da repescagem e faturou o terceiro bronze da equipe.

“Para um atleta competidor, competir sempre é importante. Acreditamos que além de treinar duro todos os dias, regrar sua vida para tal objetivo, competir faz parte da preparação do grande atleta. Agradecemos a todos que acreditam em nosso Projeto e que sonham esse sonho conosco. Agradecimento especial ao Sensei Ricardo Santos, Emerson Camargo, Marciel, Alexandre Chichurra e ao atleta Rafael Nunes que nos recebeu muito bem”, conclui o Professor Rodolpho.

Copa Rio Internacional de Judô

O evento foi realizado pela Federação de Judô do Estado do Rio de Janeiro (FJERJ), com a chancela da Confederação Brasileira de Judô (CBJ). As lutas aconteceram entre os dias 7,8 e 9 de setembro, na arena da Juventude, mesmo palco da Esgrima e do Basquete Feminino nos Jogos Olímpicos de 2016.

Com a participação de mais de 900 judocas de 21 estados brasileiros além do Chile e Espanha, o evento contribuiu para os atletas conhecerem novos adversários, se prepararem para as Seletivas Nacionais no final do ano e como estudo de gestão de evento para a comissão técnica nogueirense. “Uma das propostas para 2018 foi a de vivenciar novos eventos e promover intercâmbio técnico/competitivo para os atletas com mais resultados. Esse ano lutamos em Belo Horizonte (MG), Canoas, Rio (RJ) e ainda temos Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS) em nosso calendário”, explica o Professor Rodolpho Lavoura.

O próximo compromisso da equipe será a fase Estadual dos Jogos Escolares, no próximo sábado dia 15, no Ginásio da Portuguesa de Desportos em São Paulo.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.