01/06/2020

Inspetores rebatem denúncias contra Polícia Municipal de Artur Nogueira

“Sempre fica uma viatura do setor que para aqui e pergunta para o guarda se está tudo bem e se ele precisa de alguma coisa”, afirmou um dos inspetores

Da redação 

Após um boletim de ocorrência registrado por agentes da Polícia Municipal de Artur Nogueira, relatando supostas condições ruins de trabalho, dois inspetores da corporação se manifestaram contrariamente as denúncias apresentadas.

“Como a base aqui se encontra em reforma, estamos escalando um guarda para ficar aqui, para que vândalos não venha destruir o que está sendo feito”, explica Michel Eugênio dos Santos. A base citada pelo inspetor fica localizada na praça em frente à igreja Santa Rita de Cássia.

O inspetor também rebate a acusação de que o policial que fica no local fica sem água e sem comida. “Como aqui está em reforma, está sem banheiro e sem água, porém, o guarda fica com uma viatura e pode sair, pedindo que outra viatura venha pro local fazer o serviço enquanto ele precisou se sair para fazer sua refeição, tomar água ou ir ao banheiro”, comenta

Outro inspetor rechaçou a informação dada pelos denunciantes. “Não procede essa informação. Eu mesmo fiz a rendição do guarda que estava aqui pra ele fazer sua refeição lá na base”, comenta Robson Saldanha.

Saldanha também afirma que quem fica na base sempre tem a atenção de quem está com uma viatura. “Sempre fica uma viatura do setor que para aqui e pergunta para o guarda se está tudo bem e se ele precisa de alguma coisa”, finaliza o inspetor.

A Assessoria de Imprensa da Prefeitura informou que “os trabalhos de reforma da base estão sendo feitos diariamente, e que a conclusão dos serviços irá melhorar ainda mais as condições do local, que atenderá os munícipes desta região da cidade”.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.