25/06/2019

Homem embriagado bate carro, foge, mas acaba preso pela PM de Artur Nogueira

Polícia Militar (PM) foi solicitada a atender uma ocorrência de acidente de trânsito com vítima envolvendo carro e árvore

Da redação

Um homem foi preso suspeito por embriaguez ao volante em Artur Nogueira. A ocorrência foi realizada após uma denúncia de acidente de trânsito com vítima envolvendo carro e árvore. Para tanto, a Polícia Militar (PM) foi acionada para comparecer no bairro Sacilotto II na noite desta segunda-feira (24).

Ao chegarem na Rua Domingos Galo, os PMs se depararam com o veículo Ford/Fiesta Prata com avarias na parte dianteira. Apesar do estado do automóvel, o mesmo estava devidamente estacionado na via. Assim, em contato com populares, foi informado que o condutor do carro estava completamente embriagado e havia se evadido do local depois do acidente. Os moradores também apontaram as características do indivíduo aos oficiais.

Durante um patrulhamento com vistas, os policiais lograram êxito em se deparar com um homem com as mesmas características apresentadas. Ele estava descendo a rua e foi prontamente abordado e submetido a busca pessoal, porém nada de ilícito foi localizado.

Ao ser questionarem o suspeito sobre os fatos, os oficiais perceberam que o indivíduo estava completamente alcoolizado, com sinais notórios de embriaguez. Sendo eles, forte odor etílico, andar cambaleante, olhos vermelhos, exaltação, dificuldade no equilíbrio, entre outros e sem lesões aparente.

Diante dos fatos foi dada a voz de prisão ao indiciado pelo cometimento do crime previsto no artigo 306 da lei 9503/97. Posteriormente, ele foi conduzido ao plantão policial de Artur Nogueira e após formalidades, o averiguado, de 40 anos, permaneceu à disposição da justiça.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.