02/02/2017

Gaeco prende morador de Artur Nogueira acusado de integrar organização criminosa

Ação ocorre mediante investigações referentes a escutas telefônicas interceptadas ao longo de quatro meses

Da redação

A operação policial realizada nesta quinta-feira (2) pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) da Polícia Militar, junto à Promotoria de Justiça de Artur Nogueira,  resultou na prisão de cinco pessoas. Entre os detidos está um morador de Artur Nogueira, acusado de envolvimento com o tráfico de drogas e o crime organizado. A prisão ocorreu em Holambra/SP. Cartão bancário, celulares e valores em dinheiro foram apreendidos na ação.

IMG_0061-1486038450

O Boletim de Ocorrência (B.O.) descreve que os policiais militares haviam recebido um mandado de prisão preventiva em desfavor do acusado, de 28 anos. Os agentes realizaram buscas na casa em que o indiciado reside, no Jardim Planalto, mas não o haviam localizado.

Em posse de informações sobre o paradeiro do homem, os policiais tiveram êxito em encontrá-lo em Holambra/SP. O mandado de prisão foi expedido pelo Fórum Distrital de Artur Nogueira, sob pedido do Ministério Público. Posteriormente à captura do acusado, ele seguiu encaminhado à Delegacia de Polícia de Artur Nogueira e, em seguida, levado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Americana/SP, onde permaneceu à disposição da Justiça.

IMG_9847 - Cópia copiar-1486062606

Os agentes apreenderam durante as buscas cartão bancário, chips de celular, aparelhos celulares, duas cartas escritas em folhas de caderno e R$ 378 em espécie. Todo o material apreendido será encaminhado à investigação e poderá contribuir para o desdobramento do caso.

Outras prisões

Pelo menos outros quatro mandados de prisão relacionados à mesma operação foram cumpridos em cidades como Campinas, Americana e Cosmópolis, com auxílio de policiais do Batalhão de Ações Especiais da Polícia (Baep), Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (ROCAM) e Força Tática. A ação ocorre em resposta a investigações referentes a escutas telefônicas interceptadas ao longo de quatro meses, monitorando organizações criminosas presentes dentro e fora dos presídios.

Os outros detidos foram presos nas demais cidades onde ocorreram a operação do Gaeco. Entorpecentes, arma de fogo e um caderno com anotações referentes à organização criminosa com movimentações financeiras também foram apreendidos.

Leia também:

Helicóptero da Polícia Militar participa de operação em Artur Nogueira

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.