04/10/2011

Funcionário público e o gênio

O sujeito era funcionário público, trabalhava no almoxarifado da prefeitura. Um dia, cansado de não ter o que fazer, ele ficou passeando entre aquele monte de tranqueira empoeirada. De repente, ele encontra uma lâmpada, parecida com aquelas que vêm com um gênio dentro. Como não tinha nada mesmo para fazer, resolveu dar uma limpada na […]

O sujeito era funcionário público, trabalhava no almoxarifado da prefeitura. Um dia, cansado de não ter o que fazer, ele ficou passeando entre aquele monte de tranqueira empoeirada. De repente, ele encontra uma lâmpada, parecida com aquelas que vêm com um gênio dentro. Como não tinha nada mesmo para fazer, resolveu dar uma limpada na lâmpada e é claro que um gênio saiu de lá de dentro e, em rápidas palavras concedeu três desejos ao “árduo trabalhador do município”.
– Eu queria ser muito bonito e musculoso, muito atraente para as mulheres. – fala o funcionário.
Na hora o gênio o transforma em um verdadeiro deus da beleza. Em seguida, o cara pede:
– Eu queria ser muito rico e morar numa mansão na praia, cheio de mulheres gostosas e doidas por mim.
Instantaneamente, o cara e transportado para um lugar paradisíaco, cheio de mulheres esculturais, ruivas, morenas, loiras, todas loucas para “pegá-lo”.
Como tudo que é bom dura pouco, chega a hora do terceiro e último desejo e o sujeito diz ao gênio:
– Agora, eu queria nunca mais precisar trabalhar. . .
O gênio olha pra ele com cara de confuso e fala:
– Isso é moleza! – Aí faz um movimento com as mãos e pronto…
. . . o cara foi mandado de volta para o almoxarifado da  prefeitura.


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.