16/11/2018

Filho chama polícia após mãe ser agredida por ex-amásio em Artur Nogueira

Garoto de 11 anos relatou aos agentes que tem o sonho de ser policial e que não queria mais ver a mãe ser agredida

Da redação

Um homem foi preso em flagrante na noite desta quinta-feira (15), em Artur Nogueira, acusado de agredir a ex-companheira. Uma medida protetiva havia sido expedida para que o autor permanecesse longe da vítima, mas ao desrespeitar a decisão e agredir a ex-amásia, o indiciado acabou preso. A ocorrência foi atendida pela Polícia Municipal, acionada por um dos filhos da vítima ao local da ocorrência.

Conforme descreve o registro do Boletim de Ocorrência (B.O.), os agentes tinham sido solicitados por um garoto de 11 anos a comparecerem à uma residência, situado no Jardim Vista Alegre. No local estaria ocorrendo agressões contra a mãe do menino por parte do ex-padrasto dele. Ao chegarem no local, os policiais tiveram contato com a criança, que os levou a um dos quartos da casa, onde encontraram o acusado deitado em uma cama, a mulher desacordada no chão e mais duas crianças, filhos do ex-casal, chorando.

Em contato com a vítima, de 34 anos, ela relatou aos policiais que possui uma ordem de medida protetiva contra o ex-amásio, e que o mesmo entrou na residência dela sem ser autorizado e a agrediu fisicamente. Ambos possuem dois filhos em comum, um de cinco e outro de sete anos, que foram concebidos no relacionamento que durou aproximadamente nove anos. O casal estava separado há nove meses devido às ameaças, além de agressões físicas e psicológicas que a mulher vinha sofrendo durante a relação.

Já noite desta quinta-feira (15), o filho mais velho da mulher, de 11 anos, concebido fora do relacionamento com o ex-amásio, acionou a polícia depois que o ex-padrasto entrou na casa e começou a agredir a mãe, chegando a ficar desacordada devido aos socos e chutes que havia recebido do acusado. Durante o atendimento dos policiais, o garoto que denunciou o ex-padrasto, ainda assustado, disse aos agentes que tem o sonho de ser policial, e que não aguentava mais ver a mãe ser agredida, tomando então a iniciativa de denunciar o acusado para proteger a genitora.

Diante da constatação, os policiais conduziram as partes ao Pronto-Socorro do município, onde passaram por exames de corpo de delito, sendo constatadas lesões na mulher e no autor. Posteriormente, eles seguiram para a Delegacia de Polícia Civil, onde a ocorrência foi apresentada. Na unidade policial, o acusado alegou que ele e a ex-companheira haviam reatado o relacionamento, mesmo com a medida protetiva expedida, negando tê-la agredido. Mas frente às lesões confirmadas e, por ele ter descumprido a ordem judicial de se manter distante da ex-amásia, o indiciado recebeu a ordem de prisão em flagrante, permanecendo então à disposição da Justiça.

Depois da decisão, o acusado recebeu transferência à Cadeia de Sumaré (SP), onde deve permanecer recluso e cumprir a pena previsto sob a acusação de violência doméstica. Ao término do registro da ocorrência, a mulher e os filhos foram levados de volta para casa.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.