06/09/2011

Conheça as novidades da Expoflora

Evento será realizado até 25 de setembro, de quinta-feira a domingo, das 9h às 19h

São esperados cerca de 300 mil visitantes, de praticamente todos os estados brasileiros, nos 17 dias do evento. O carro-chefe da Expoflora é a exposição de arranjos florais que, em 2011, tem como tema o Ano da Holanda no Brasil. Organizada pelos decoradores e paisagistas holandeses Jan Willem van der Boon e Jessica Drost, a exposição é uma grande vitrine para as novidades do setor, pois permite que as novas variedades de flores e plantas ornamentais sejam testadas quanto ao gosto do público e preferência do consumidor antes que os produtores invistam na produção em larga escala para o abastecimento do mercado. A exposição também homenageia os 30 anos da Expoflora.

Com o tema “Árvores: conhecer, plantar e preservar”, a mostra de paisagismo Minha Casa Meu Jardim, outra atração da Expoflora, chega à sua sétima edição com a proposta de informar sobre o plantio, o uso e a manutenção das espécies utilizadas em áreas residenciais, empresariais e públicas e, nos grandes e pequenos espaços, inclusive quando plantadas em calçadas e vasos.

São 22 ambientes projetados por 42 profissionais, entre paisagistas, arquitetos, decoradores e designers de exteriores, de São Paulo, Campinas, Holambra, Vinhedo, Mogi Mirim, Mogi Guaçu, Nova Odessa e Santana do Paranaíba. Cerca de 150 empresas participam diretamente da Mostra, que gerou aproximadamente 250 vagas de trabalho na montagem, desmontagem e na realização do evento.

Novidades em flores e plantas
Em 2011 os produtores de flores e plantas ornamentais apostam nas cores fortes e vibrantes. Considerada uma vitrine para o lançamento de produtos da floricultura no mercado nacional, a exposição destaca esse ano a tendência de cores muito intensas, predominantemente as nuances do vermelho, das claras às mais escuras, até chegar ao roxo.

Entre as novidades estão o Agerato, a Gynura Sarmentosa, a Celósia, a Begônia Borias, os Lírios Dimention e Original Love, a Liatris, as orquídeas Vanda e mini Cattley e os Crisântemos. Na ornamentação, o sucesso deverá ser garantido pelo trevo de quatro folhas, pela pimenta ornamental Masquerade e pela exótica Rosa do Deserto.

Gastronomia
Diversas receitas elaboradas com endívias, hortaliça de origem europeia, produzida única e exclusivamente em Holambra, e novos doces holandeses são as atrações da 30ª Expoflora. As endívias estarão no recheio do pannekoek (fala-se panecuque), espécie de panqueca tão comum na Holanda como a pizza, em São Paulo, ou estarão recheadas com pasta de bacalhau em uma salada verde temperada com molho balsâmico.

As confeitarias também prepararam novos doces, como o Stroopwafel (melaço), um waffle raro, feito com melaço de cana e canela, muito tradicional em solo europeu, encontrado na Confeitaria Martin Holandesa, ou o Draaimolen (carrossel holandês), produzido pela Zoet en Zout em homenagem ao Ano da Holanda no Brasil, que mescla o creme de bavorois com o maracujá brasileiro. Outra novidade da Zoet en Zout é o Frisse Roos (creme holandês com sabor de rosas).

Chuva de Pétalas
A Expoflora está preparada para realizar nos 17 dias de evento uma das mais concorridas atrações que é a Chuva de Pétalas. Diariamente, às 17 horas, 150 quilos de pétalas de rosas (18 mil flores ou 1.500 dúzias) caem do céu para alegria e diversão dos visitantes. O desfile de carros reúne performistas e as street bands às 16h30, conduzindo todo o público num divertido desfile até o local onde é realizado este espetáculo.

Danças Típicas Holandesas
Cerca de 300 jovens holambrenses, de 10 grupos apresentam-se de hora em hora nos três palcos do recinto. Graças a um intenso trabalho de pesquisa realizado pelo professor Piet Schoemaker, o grupo de dança de Holambra é o único no mundo a reunir coreografias de distintas regiões da Holanda. Por ano, cada grupo aprende cerca de 16 coreografias que só podem ser repetidas quando o grupo já está junto há 10 anos.
As danças são inspiradas na natureza (dança da chuva, do pica-pau e a polca no gelo, que lembra a patinação), nas profissões e ofícios (sapateiro, lavadeiras, marinheiro, do ato de bombear água, da preparação da cerveja), nas colheitas (carregador de feijão, cevada madura) ou mesmo em histórias sobre a origem e as tradições do povo holandês, representadas por meio de valsas, marchas, mazurcas e o schots (que virou xote).

Os integrantes ensaiam semanalmente por sete meses (de fevereiro a agosto) para a apresentação na Expoflora. A maior parte dos dançarinos é morador de Holambra e descendente dos holandeses que fundaram a antiga colônia.

Passeio Turístico

Passeio turístico da Expoflora testa esse ano um sistema de narração que será usado na Copa do Mundo. A novidade é a narração sobre os pontos turísticos da cidade, nos mesmos moldes adotados pelas empresas de turismo da Europa. O city tour por Holambra, realizado durante o evento, é uma imersão na cultura holandesa e inclui a visita ao moinho de vento em tamanho natural e à uma fazenda produtora de flores.
A gravação do guia turístico eletrônico é feita sob medida para o percurso a ser visitado. Ela narra, de forma cronometrada, a passagem dos ônibus pelos pontos turísticos de Holambra e conta histórias e curiosidades sobre a imigração holandesa e a forma como vivem os descendentes hoje, no país. A Tel Turismo escolheu a Expoflora para testar o sistema como preparativo para a Copa do Mundo de 2014 pelo grande número de turistas que realizam o passeio turístico. Para esse ano a organização do evento estima que pelo menos 25 mil turistas realize o city tour nos 17 dias de evento. A empresa adquiriu 10 ônibus novos com ar condicionado para a prestação desse serviço.

Infraestrtutura
Os visitantes da Expoflora têm à disposição nos 250 mil metros quadrados do recinto, duas praças de alimentação com 16 lanchonetes e sete restaurantes (de fast-food até comidas nacionais e típicas holandesas); duas confeitarias típicas; além de estacionamento, com capacidade para cinco mil veículos em sistema rotativo; posto médico; sanitários; fraldário; bebedouros e caixas eletrônicos.
As lojas de souvenir estão instaladas em três pavilhões de exposição onde podem ser encontrados (cerca de 250 estandes) desde artesanatos a produtos industriais e para decoração, além de móveis e utensílios domésticos.


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.