07/08/2012

Diretora de Artur Nogueira ganha prêmio nacional de Educação

Débora Sacilotto vence ‘Prêmio Victor Civita Educador Nota 10’

A diretora da Escola Municipal de Educação Fundamental (Emef) Francisco Cardona, Débora Sacilotto, foi a vencedora da 15ª edição do Prêmio Victor Civita Educador Nota 10.

A educadora foi contemplada com a premiação após fazer a inscrição do projeto ‘Minha escola, Minha vida’, que trabalha o senso crítico de alunos e professores. “Para que uma escola seja democrática, ela precisa primeiramente almejar igualdade de direitos: de expressão de ideias, de sentimentos e respeito à diversidade. Nossa proposta é diminuir as injustiças sociais, tornando nossos alunos pessoas capazes de discutir sobre conflitos cotidianos, objetivando também que todos sejam ouvidos, envolvendo-se cada vez mais com a escola”, afirma Débora.

A diretora trouxe para o ambiente escolar dois tipos de assembleias: Assembleia de Classes, envolvendo alunos, e a Assembleia Docente, envolvendo professores e coordenadores pedagógicos. “O objetivo foi proporcionar um ambiente de diálogo, oferecendo espaço para elaboração e reelaboração de regras para o convívio escolar, além da aproximação, para que o professor conhecesse melhor seu aluno”, comenta Débora.

O Prêmio

O Prêmio Victor Civita Educador Nota 10 é uma iniciativa da Fundação Victor Civita (FVC) que visa identificar, valorizar e divulgar experiências educativas de qualidade, planejadas e executadas por professores, diretores, coordenadores pedagógicos e orientadores educacionais em escolas de ensino regular.

Como prêmio, Débora Sacilotto será homenageada pelas revistas Nova Escola e Gestão Escolar, da Editora Abril, receberá um troféu em uma cerimônia que deve acontecer no próximo mês de outubro em São Paulo, além de R$ 15 mil em dinheiro. A Emef Francisco Cardona também receberá R$ 10 mil, depositados na conta corrente da Associação de Pais e Mestres (APM).

O projeto

Cada classe da Emef Francisco Cardona recebeu um cartaz com dois envelopes cada, um para serem colocadas as críticas e o outro para as felicitações. Durante o tempo que antecedia a Assembleia, os alunos e professores puderam expressar suas opiniões.

No primeiro momento, a discussão se destinava às criticas, ouvindo todos os participantes que sugeriam soluções para os problemas em pauta.

O projeto continuava com a leitura das felicitações, destacando os momentos positivos da escola, destacando conquistas pessoais e coletivas.

Um livro de auto-avaliação foi elaborado durante o ano, quando o aluno achava conveniente registrar suas ações, tanto positiva ou negativa. Ao final de cada bimestre, era mostrado aos pais e os mesmos deixavam registrada uma mensagem.

“Temos orgulho do projeto ‘Minha escola, Minha vida’, pois temos consciência que precisamos formar cidadãos críticos, atuantes na comunidade, capazes de discutir sobre problemas da vida cotidiana e organizar-se para solucioná-los da melhor maneira possível”, afirma a educadora.

A diretora premiada

Débora Del Bianco Barbosa Sacilotto nasceu em Campinas, mas sempre morou em Artur Nogueira. Fez Magistério pela Escola Nossa Senhora das Dores (Montessori), cursou Pedagogia pela Faculdade Integrada Maria Imaculada, pós-graduação em Educação Especial e Gestão Escolar pela Faculdade da Aldeia de Carapicuíba (Falc).

Casada e com dois filhos, Débora tem 39 anos de idade, sendo 18 anos dedicados a Educação das crianças nogueirenses. “Sabia que o projeto era bom, mas jamais passou pela cabeça que seria escolhido como o melhor de todo o Brasil. Estou orgulhosa da escola e dos alunos. Todos nós merecemos os parabéns”, conclui a educadora.



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.