26/06/2016

Dermatologista de Artur Nogueira aponta cuidados essenciais para uma pele saudável e bonita

ENTREVISTA: Patrícia Teresani esclarece as principais dúvidas sobre o maior órgão do corpo humano.

Por Rui do Amaral

A pele, maior órgão do corpo humano, abrange muito mais do que se pensa. O cabelo e até mesmo as unhas também são considerados extensões da pele e, sendo assim, exigem cuidados não menos importantes. Para se ter ideia da complexidade que este órgão possui, muitas doenças podem ser diagnosticadas apenas observando-o. Através de suas marcas, pode-se ter ideia de muitas das experiências que uma pessoa teve ao longo da vida. O sol tomado na infância pode virar uma pequena mancha anos depois. Um pequeno corte que passa despercebido pode acompanhar-nos a vida toda em forma de cicatriz.

A Dermatologia, área da medicina que trata da pele, muito avançou em termos de conhecimento e técnicas para melhor entender esta parte fundamental do organismo. Para esclarecer algumas das principais dúvidas em relação a pele, a entrevistada desta semana do Portal Nogueirense é a dermatologista Dra. Patrícia Teresani, que atende na Clínica Essence, em Artur Nogueira. Patrícia explicou os principais cuidados a serem tomados com a pele, evidenciando seu importante papel na qualidade de vida das pessoas.

capa - Cópia - Cópia_686949d2c95dde9d793570df3236bcecbb1744bc

Por que as pessoas devem se preocupar em cuidar da pele? As pessoas devem se preocupar em cuidar da pele porque este órgão, que é o maior do corpo humano, é responsável pela nossa barreira de proteção, pela produção de vitamina D e por parte da regulação de temperatura corporal. É através da sua coloração, textura, umidade que o médico atento pode suspeitar de algumas doenças renais, hepáticas, pulmonares, endocrinológicas, nutricionais e até psiquiátricas. Além disso, pele, cabelos e unhas compõe um importante aspecto da nossa aparência, deixando transparecer, quando bem tratada, a impressão de cuidado, asseio e boa autoestima.

Qual a principal preocupação que as pessoas têm com a pele? Muitos preocupam-se em ter o aspecto de uma pele saudável, outros desejam parecer mais jovens. Patologias como acne e as cicatrizes que ela deixa, incomodam bastante adolescentes e adultos jovens. Períodos de maior correria, ansiedade, cansaço como o fim do ano, são seguidos de fases de queda de cabelo. Preocupação com a prevenção do câncer de pele também motiva os adultos a procurarem atendimento.

Muita gente tem medo de envelhecer. Disfarçar os efeitos do tempo na pele sem cirurgias plásticas é possível? Hoje em dia, as maiores novidades na área de antienvelhecimento fazem parte de um grupo de procedimentos chamados de minimamente invasivos. Acabo de retornar do XI Curso de Atualização e Especialização em Cirurgia Dermatológica, Tecnologias e Rejuvenescimento, e a quantidade de novos procedimentos e lançamentos nessa área é enorme. Há desde novos aparelhos, diferentes formas de fazer os preenchimentos de rugas, fios de sustentação, tecnologias e substâncias para estimular o colágeno e diminuir a flacidez da face, até lasers, preenchimentos e peelings para a área genital feminina! Por outro lado, cada vez mais desenvolvem-se técnicas voltadas especialmente para o rejuvenescimento masculino.

1_678639f7162b9784ac3a813477fd18c837de9fa8

Cremes hidratantes que se dizem antienvelhecimento cumprem o que prometem? Cremes hidratantes hidratam, ou seja, atraem água para a pele! Cremes com ativos antienvelhecimento não conseguem enrijecer músculos, queimar gorduras, contrair colágeno e preencher rugas, são apenas coadjuvantes num trabalho que envolve a proteção solar, um estilo de vida saudável e a realização de procedimentos preventivos e corretivos quando necessário.

Muito tem se falado sobre os tratamentos de pele a base de laser. Como funciona este tipo de tratamento? Hoje em dia existem diversos tipos de lasers. Há laser para depilação, laser para estímulo de colágeno, laser para manchas, laser para remoção de tatuagem, laser para vasos. Em geral, o laser é um feixe de luz que, por características do seu comprimento de onda, tem um alvo específico que pode ser a hemoglobina (vasos, manchas vermelhas e cicatrizes), a melanina (manchas, pelos) ou a água (o colágeno). Quando bem aplicado, o laser é capaz de destruir ou estimular apenas o alvo desejado, lesando o mínimo possível as estruturas vizinhas. Alguns resultados aparecem em geral, com uma ou duas sessões como no caso de algumas manchas, outros com várias sessões como acontece com algumas tatuagens.

Estamos no inverno. Quais cuidados que a estação mais fria do ano exige com a pele? No inverno, o ressecamento incomoda muito, seja pelo aspecto estético ou até mesmo pela coceira que algumas pessoas chegam a sentir nas regiões mais secas como as pernas. É importante então, que se use um bom hidratante, muitas vezes à base de ureia. A dermatite seborreica, ou seja, aquela descamação e vermelhidão que costuma aparecer na zona “T” da face, e couro cabeludo, também piora nesta época e pode necessitar de maior atenção. Banhos mornos, curtos, uso de shampoo anticaspa podem ajudar no controle.

Precisamos utilizar filtro solar no inverno? Muita gente dispensa ou se esquece da proteção solar durante o inverno. O sol continua enviando raios ultravioleta mesmo quando está frio e até mesmo quando está nublado, então a recomendação do uso do protetor solar pela manhã e a cada 2 horas vale mesmo para o inverno.

O índice de câncer de pele sobe ano a ano. Quando que uma pinta ou uma mancha devem ser motivo de preocupação? O que fazer quando há suspeita da doença? Uma pinta torna-se suspeita para câncer de pele quando ela desobedece a lei do “abcd”, ou seja:

  1. A) é assimétrica. Se for dividida em 4 partes iguais, as partes são diferentes entre si.
  2. B) suas bordas são muito irregulares
  3. C) tem diferentes cores dentro da mesma pinta
  4. D) tem o diâmetro maior que 0,6cm

Por fim, se cresceu rapidamente ou se não existia há poucos meses e apareceu, deve-se suspeitar. Outros tipos de câncer de pele que não evoluem das pintas aparecem como feridas que não cicatrizam ou que sempre abrem no mesmo lugar. Algumas pessoas dizem que notam um sangramento num local do corpo sempre que se enxugam após o banho, outras tem uma pequena crosta que sempre aparece no mesmo local. Importante também é ficar atento às feridas e asperezas persistentes em lábios, principalmente de pessoas que se expõem muito ao sol e fumantes. Em todos esses casos, é necessário procurar um dermatologista para avaliar, fazer dermatoscopia e, se necessário, retirá-lo em caso de suspeita.

2_ee0e0c102ed0ad96cf70ecd72354dd76d4e8f16c

Quais cuidados uma pele mais seca exige? A pele seca exige hidratação, tanto por via oral, bebendo água, como topicamente através de cremes hidratantes e umectantes. Também precisa que se evite remover o seu escasso manto lipídico, ou seja, a proteção de oleosidade natural que toda pele deve ter. Assim, deve-se evitar água quente no banho, usar pouco sabonete ou produtos de limpeza facial chamados syndet que não tem sabão na formulação. Tais peles podem usar filtros solares mais oleosos que permanecem mais tempo na superfície da pele.

E uma mais oleosa? A pele oleosa não combina com produtos pesados, oleosos pois tende a formar acne. Devemos usar produtos sem adição de óleos, não comedogênicos, que removam a oleosidade na medida certa, já que a remoção em excesso estimula mais ainda a produção de óleo. Filtro solares leves para o dia a dia, oil free, bem como maquiagem específica para peles oleosas, adaptadas à pele brasileira. Neste caso, banhos muito quentes também removerão a oleosidade em demasia, podendo produzir efeito rebote com piora da oleosidade.

Espinhas, acnes e cravos são o pesadelo dos adolescentes e também de alguns adultos. Até que ponto elas podem ser consideradas normais e o que fazer para diminuir o problema? Nós não consideramos a acne normal.  Poucos poros abertos que aparecem como pontos pretos podem incomodar tanto quanto nódulos, pápulas e cistos em pessoas diferentes. Uma pele com acne grau II (com espinhas e cravos) sem tratamento, pode evoluir com cicatrizes que vão ficar por toda a vida. Quadros leves podem até mesmo não serem tratados pois não representam qualquer risco, mas se este representar um problema estético e até psicológico aos olhos de paciente, merece tratamento sim!

Sabonetes que prometem acabar com as espinhas funcionam mesmo? Uso de sabonetes específicos para a pele oleosa como aqueles à base de ácido salicílico ou enxofre, limpeza de pele e peeling de cristal podem controlar quadros iniciais e ajudar em tratamentos mais complexos. Dieta com poucos carboidratos também ajuda no controle. Entretanto, se o quadro não responde ou for mais intenso, o paciente precisará de antibióticos ou até mesmo Isotretinoina oral, medicamentos que devem ser prescritos por um dermatologista.

Muitas mulheres tem o costume de se maquiar. Maquiagem em excesso pode prejudicar a pele? Maquiagem pode prejudicar a pele de três maneiras: 1- se for muito oleosa para aquele tipo de pele, pode contribuir para o aparecimento de acne; 2- se não for bem removida diariamente pode obstruir os poros e estimular a acne; 3- se a pessoa for alérgica a algum pigmento, conservante ou outro componente da maquiagem, o que não é raro.

3_e90ae3628d2422bad5eeb12abe0dd22fd9076a02

Muitos não sabem, mas a Dermatologia abrange também os cuidados com o cabelo. Qual o principal fator que provoca a queda de cabelo em pessoas novas? O que fazer para evitar? Cabelos caem por diversos motivos, mas, hoje, a causa mais comum é o estresse que leva ao chamado eflúvio telógeno. Ocorre em adultos de todas as idades em geral 2 a 4 meses após um evento muito estressante. Esse estresse pode ser tanto psicológico (mudança de emprego, mudança de casa, morte do cônjuge ou de alguém muito próximo, casamento, separação) ou pode ser físico como a realização de uma cirurgia ou quadros de infecções como a dengue. Deve-se lembrar também de pesquisar problemas na tireoide, deficiências vitamínicas e anemias nestes casos.

Além da pele e do cabelo, os cuidados com as unhas também são orientados por dermatologistas. O vício de roer unhas atinge várias pessoas. Até que ponto isso é prejudicial? O que pode ser feito para evitar este hábito? Roer as unhas é um hábito que está intimamente relacionado a ansiedade. Portanto, se quisermos realmente combater esse hábito devemos orientar o paciente a procurar atividades que produzam relaxamento e autocontrole e até mesmo ajuda de um psicólogo. Como ajuda, vale usar esmaltes com sabor amargo que vão dificultar o hábito de roer as unhas. Sabe-se que embaixo da unha alojam-se inúmera bactérias, podendo também haver ovos de vermes que, colocados na boca podem produzir doenças.

Existem alimentos que podem fazer bem para a pele se consumidos? Uma alimentação saudável rapidamente reflete-se na pele e o inverso também é válido: você é o que você come! Hoje muita gente quer ingerir suplementos nutricionais variados mas continua consumindo excesso de alimentos industrializados, corantes, conservantes, montanhas de carboidratos! Preferem tomar cápsulas a habituarem-se a comer verduras, legumes e frutas e lamentam não saberem porque suas avós não tinham celulite nem estrias! De nada adianta ingerir salmão porque é rico em ômega 3, ou groselha negra que promete fortalecer cabelos e unhas se falta o básico de vitaminas, minerais, proteínas de qualidade numa dieta equilibrada. Como tudo em saúde e estética, o equilíbrio é fundamental.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.