01/09/2018

Delegacia considera Rodrigo de Faveri como vítima em caso de agressão

Apesar do teor dos registros policiais, caso deve ser analisado e julgado pelo juiz do município

Da redação

O vereador de Artur Nogueira, Rodrigo de Faveri (PTB), foi citado como vítima nos registros policiais em relação ao caso de agressão que envolve ele e o presidente da Câmara de Vereadores, Ermes Dagrela (PR). O caso está sob análise no Fórum do município e a conduta será julgada em uma Comissão Processante pela Casa Legislativa da cidade.

Conforme consta nos autos do Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por lesão corporal dolosa, registrado pela Polícia Civil nogueirense, Faveri (PTB) é indicado como vítima no caso. Já Ermes Dagrela e o filho dele, Ermes Junior, também envolvidos no fato, foram citados como autores das agressões. Ambas as partes tiveram a oportunidade de relatar o que ocorreu na fatídica manhã de 16 de agosto, em que as câmeras de monitoramento da Casa de Leis registraram cenas de agressão envolvendo os parlamentares e o filho do presidente do Poder Legislativo.

Na delegacia, Dagrela (PR) e o filho dele alegaram que se defenderam pois haviam sofrido agressões “verbais e corporais” por parte de Faveri (PTB), o que resultou em escoriações pelo corpo, conforme relatado em registro policial. Já o petebista, declarou que não apresentou nenhuma atitude de violência contra as partes, se mantendo apenas em “posição de defesa” devido aos golpes de socos e chutes que recebeu.

Os envolvidos no episódio da agressão mencionaram anteriormente que discussões em relação à concessão da privatização do Serviço de Água e Esgoto de Artur Nogueira (Saean) provocaram um desentendimento. De acordo com relatos das partes, divergências políticas sobre o caso podem ter motivado a desavença. Com o registro do T.C.O na Delegacia, coleta dos depoimentos das partes e das imagens das câmeras de segurança da Câmara de Vereadores pelo delegado titular de Polícia Civil de Artur Nogueira, Dr. Lúcio Antônio Petrocelli, os autos seguiram para análise junto ao Fórum do município, onde o caso será julgado.

Dr. Petrocelli explicou ao Portal Nogueirense que, mesmo com o registro policial apontando Faveri como vítima, o real agressor deverá ser julgado exclusivamente pelo juiz do município. “Uma das partes [Rodrigo de Faveri] foi arrolado como vítima do fato por causa do grau dos hematomas que ele sofreu, sendo mais graves, embora as outras partes também tenham relatado lesões. Porém, quem deve julgar o caso é o juiz durante a audiência, o que eu faço é apenas um relato dos fatos”, pontua o delegado. O oficial de polícia aguarda a chegada do resultado dos laudos médicos que atestam as lesões sofridas por cada envolvido na briga. Posteriormente, os documentos serão anexados ao processo.

Comissão Processante

O caso deu origem a uma Comissão Processante, instaurada na Câmara de Vereadores, depois que Faveri (PTB) apresentou uma denúncia contra Dagrela (PR), na sessão ordinária de segunda-feira (20). Um comitê formado por Lucas Sia (PSD) como presidente, Davi da Rádio (DEM) como relator e Zé da Elétrica (PRP), cotado como membro, vai julgar a referida denúncia contra o presidente da Casa. Caso condenado, Dagrela (PR) pode perder o mandato de vereador e presidente legislativo do município por quebra de decoro parlamentar.

Antecedentes criminais

Esse não é o primeiro processo por agressão corporal que envolve o vereador Ermes Dagrela (PR). Conforme os antecedentes criminais do parlamentar, levantados junto ao Fórum, em dezembro de 1979, um Boletim de Ocorrência (B.O.) registrado em Santa Albertina (SP) denunciava contra ele um caso semelhante, também de lesão corporal. Em junho de 1992, desta vez em Cosmópolis (SP), outro denunciante também registrou uma ocorrência contra o parlamentar por lesão corporal. O Portal Nogueirense não constatou nenhuma denúncia por lesão corporal referente à Rodrigo de Faveri (PTB).

O atual processo aberto junto ao Fórum de Artur Nogueira contra Dagrela (PR), envolvendo Rodrigo de Faveri (PTB), pode resultar em penalidade perante a Lei em desfavor do parlamentar. Até o momento, não há uma data fixada para a audiência que vai analisar o caso.

Leia mais

Comissão de Ética deve analisar caso de agressão em Artur Nogueira

Saean pode ter motivado briga entre vereadores

Ermes vai à delegacia e registra queixa contra Faveri

Presidente da Câmara de Artur Nogueira agride Rodrigo de Faveri

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.