06/07/2018

Defesa de ex-prefeito de Artur Nogueira nega participação em crime

Advogado afirma que documento apresentado por vítima de furto “mostra diferença no número de série do veículo”, mostrando que não se trata do mesmo trator

Da redação

Um suposto caso de receptação criminosa, envolvendo o ex-prefeito Luiz de Faveri, foi veiculado nesta semana na mídia de Artur Nogueira. Após a publicação, o advogado de defesa do ex-prefeito entrou em contato com o Portal Nogueirense nesta quinta-feira (5) e negou qualquer participação do cliente em relação ao caso.

Um Boletim de Ocorrência (B.O.) por receptação que cita o nome do ex-prefeito Luiz de Faveri foi registrado no mês passado (junho) em Mogi Guaçu (SP), após ocorrer a apreensão de um trator, modelo Massey Fergusson – ano 1985,. Um produtor rural de 76 anos, morador de Conchal (SP), teve um veículo semelhante furtado de uma propriedade rural na cidade em abril e indicou o trator como suspeito de ser o mesmo que havia sido furtado.

A Polícia Civil havia então comparecido ao local onde se encontrava o referido trator para a averiguação. Apesar da vítima do furto ter a suspeita de que o veículo era de fato o dele, o registro policial cita que houve a constatação de “divergência entre o número de série na apólice de seguro com o número de série do veículo” apresentado. Diante do fato, o trator foi apreendido para perícia.

O referido B.O. registrado por receptação, cita o nome de Luiz de Faveri com um dos autores na tramitação de compra e venda, porém, em relação ao outro boletim relacionado ao furto do veículo, não há existência de acusação contra o ex-prefeito, nem mesmo, contra qualquer suspeito pela subtração do trator, ocorrida durante a ausência do proprietário e da família dele no sítio em que estava o trator.

Defesa

Em contato com o Portal Nogueirense, o advogado Dr. Richardson Ribeiro Faria, do escritório RRF Sociedade de Advogados, representante do ex-prefeito, informou que ele “teve acesso aos autos citados e que seu cliente não foi denunciado em crime algum, incluindo, ações de furto na cidade de Conchal (SP). A pessoa que se diz proprietária do referido trator não apresentou nenhuma documentação que comprove a propriedade do veículo, desta forma, uma perícia ainda deverá ser feita para a averiguação” dos fatos.

Dr. Ribeiro Faria acrescentou ainda que, “tudo isso se deu porque a vítima de furto de Conchal (SP) achou que o trator localizado em Mogi Guaçu (SP) era parecido com aquele furtado, mas o próprio documento apresentado pela família mostra diferença no número de série do veículo e prova que não é o mesmo trator”, encerra.

O caso ainda está sob apuração policial pela Delegacia de Polícia Civil de Mogi Guaçu (SP).

Leia mais

Nova denúncia envolve ex-prefeito de Artur Nogueira

Luiz de Faveri rebate acusação de furto em Artur Nogueira

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.