01/02/2022

Declaração de óbito aponta que criança de Artur Nogueira morreu por insuficiência respiratória e bronco espasmo

Cristiano Araújo da Silva morreu aos seis anos depois de passar mal em casa

Da redação

A morte do pequeno Cristiano Araújo da Silva aos seis anos, que chocou Artur Nogueira no domingo (30), pela maneira repentina e trágica que ocorreu, foi provocada por “insuficiência respiratória e bronco espasmo”. A informação consta na declaração de óbito da criança e foi repassada pelo pai de Cristiano, Anderson Araújo.

O corpo do menino foi sepultado na manhã desta terça-feira (01), no Cemitério de Artur Nogueira sob forte comoção dos pais Anderson e Lucia, parentes e amigos da família e do garoto.

Morte no dia do aniversário

Cristiano Araújo da Silva morreu no mesmo dia em que completava seis anos. Ele passou mal em casa, após comemorar aniversário. O pai, Anderson da Silva, conversou com a equipe do Portal Nogueirense. Segundo ele, o menino estava em casa, quando por volta das 18h começou a passar mal. Ele fazia inalação, pois tinha bronquite. Como a criança reclamava de falta de ar, decidiram levá-la ao Pronto-Socorro de Artur Nogueira.

“Eu já cheguei lá e fui entrando direto. Levaram ele para a sala de emergência e eu fiquei do lado de fora aguardando notícias”, relata o pai. Cerca de 40 minutos depois, um médico disse que a criança tinha falecido. “O médico que atendeu foi muito bom, veio chorando e dizendo que o Cristiano não tinha resistido”, conta o pai.

Segundo Anderson, durante o trajeto para o PS, o menino também reclamava de dor no peito. “Nós o levamos por conta própria. Quando ele começou a reclamar de falta de ar, fizemos inalação e, como não melhorou, decidimos levá-lo ao médico”.

Festa de aniversário

O pequeno Cristiano tinha comemorado seis anos de idade nesse domingo (30), ao lado da família e de amigos. Segundo a família, tudo estava bem. “Nós comemoramos o aniversário até umas 16h de maneira tranquila. Por volta das 18h, ele começou a passar mal”, relembra o pai bastante desolado.

A família mora no Residencial próximo à Torre da Rádio e o pai trabalha como frentista.

Secretaria de saúde lamenta morte

A secretaria de Saúde de Artur Nogueira lamentou, por meio de nota, a morte da criança. Segundo a família, a criança passou mal em casa e foi levada para o Pronto-Socorro de Artur Nogueira, mas acabou falecendo.

Segundo a Prefeitura, a criança deu entrada no Pronto Socorro com parada respiratória e a equipe médica trabalhou na em manobras de ressuscitação, mas a criança não respondeu, vindo a óbito.

Confira a nota na íntegra:

De acordo com a secretaria de Saúde, Cristiano deu entrada no Pronto Socorro na noite deste domingo (30) trazido por familiares, com cianose em extremidades e parada respiratória. Segundo o corpo médico, a criança chegou à unidade em broncoespasmo grave – fenômeno caracterizado pelo fechamento e pela presença de inchaço das vias aéreas superiores, canais por onde o ar é transportado até chegar aos pulmões.

De imediato, o paciente recebeu os tratamentos necessários pela equipe médica de plantão. Os profissionais intubaram Cristiano e trabalharam em manobras de ressuscitação, mas o paciente não respondeu e teve a morte constatada na unidade de saúde, cerca de 1 hora após ter dado entrada.  O Serviço de Verificação de Óbito (SVO), assim como em qualquer outro caso, confirmará a causa morte.

A Secretaria de Saúde, consternada, manifesta os mais profundos sentimentos de pesar pelo falecimento do pequeno Cristiano e se solidariza com familiares e amigos, expressando suas sinceras condolências pela perda e à disposição da família para prestar todo e qualquer apoio que se fizer necessário”.

.………….…………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.