15/10/2018

De 133 projetos apresentados, Câmara de Artur Nogueira rejeita apenas dois

Rodrigo de Faveri (PTB) apresentou dados referente aos anos de 2017 e 2018

Da redação

Mais uma Sessão Ordinária da Câmara de Artur Nogueira aconteceu na noite desta segunda-feira (15). Um dos poucos vereadores que usaram o espaço da fala livre foi Rodrigo de Faveri (PTB). O parlamentar apresentou, na ocasião, um levantamento referente ao número de Projetos de Lei (PL) e Projetos de Lei Complementar (PLC) aprovados e rejeitados na Casa Legislativa. Segundo dados, 133 projetos foram apresentados e, destes, apenas dois foram barrados pelos vereadores.

De acordo com o levantamento realizado por Faveri (PTB), em 2017, foram protocolados na Casa de Leis 62 Projetos de Lei (PL), 17 Projetos de Lei Complementar (PLC), totalizando 79 documentos. Destes, todos tiveram parecer favorável por parte da vereança. Já em 2018 foram lançados, até o momento, 41 projetos, nenhum rejeitado. Com relação aos 15 PLC deste ano, dois foram rejeitados, ambos referentes a expansão urbana do município. Assim, durante a atual gestão legislativa, foram aprovados 133 projetos até o momento.

Diante do exposto pelo edil, ele discordou que há vereadores que tentam supostamente atrapalhar o serviço desempenhado pelo Poder Executivo. “O discurso de que esta Casa ou que a oposição não deixa o prefeito trabalhar, é mais uma inverdade”, rebateu.

Na sequência, o parlamentar resgatou a pauta dos problemas de infraestrutura enfrentados pelos moradores do bairro Benvenuto em Artur Nogueira. Faveri (PTB) garantiu que a situação tem solução e se propôs a detalhar a indicação feita por ele e outros quatro vereadores. “A Operação Urbana consorciada resolve o problema do bairro Benvenuto”, assegurou. Segundo o representante do partido trabalhista brasileiro, há um empresário nogueirense disposto a fazer os reparos necessários na infraestrutura do local.

“Vamos parar com esse discurso de que a oposição não deixa o prefeito trabalhar. Isso nada mais é do que colocar a culpa da incompetência em terceiros. Vamos nos unir para resolver os problemas”, sugeriu. E acrescentou que o fato não será mérito de quem propôs a indicação. “Isso será mérito do prefeito, já que é ele quem irá assinar. Então vamos deixar para lá essas mazelas, picuinhas e vamos assinar essa operação consorciada”. Ele destacou que para tal medida não é preciso que haja aprovação de uma expansão urbana na cidade.

Voltando ao tema inicial, Faveri (PTB) fez questão de dizer que zela para auxiliar o município, apesar de sofrer uma suposta represália. “Diante desses 133 projetos por essa Casa aprovados, eu gostaria de dizer que nós fomos eleitos sim para ajudar o município, independente se o prefeito fez eu sair do meu serviço, independente se o prefeito anda me perseguindo com o jornaleco dele para cima e para baixo, independente se acontece uma coisa ou outra que quebra o decoro da Casa, independente disso tudo”, pontuou.

Além disso, ele recordou que um dos projetos propostos pelo Executivo foi aprovado com ajuda dele. “No tempo em que eu acreditava na boa intenção, eu achei que iriam fazer rodeio sem dinheiro público. Acreditei que os meus amigos iriam participar do rodeio. Hoje, eles me ligam e questionam: ‘e o rodeio? Não vai ter?’. Colegas, eu sou obrigado a acreditar no meu prefeito?”, questionou aos pares. E continuou, “ele me falou e não cumpriu. Não cumpre o que prometeu na campanha. E, senhores, eu sinto dizer, mas ele não irá cumprir o que prometeu para vocês”.

Em uma sessão com poucos presentes, Rodrigo de Faveri (PTB) desabafou. “Mas ainda assim, por amor à Artur Nogueira, vamos trabalhar. Eu deixo de lado as minhas desavenças por um bem maior: a nossa cidade”.

Leia mais

Vereadores indicam maneira de melhorar infraestrutura do Benvenuto em Artur Nogueira

Câmara aprova criação do Artur Nogueira Rodeo Festival

…………………………

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.