14/02/2020

Davi rebate denúncia protocolada na Câmara

De acordo com parlamentar, "existe um cunho político", quanto à denúncia

Da redação

O vereador de Artur Nogueira, Davi Cesar Fernandes (DEM), se pronunciou sobre a denúncia protocolada por uma servidora pública na Câmara Municipal contra ele. A acusação aponta o ato de improbidade administrativa e injúria contra a denunciante.

De acordo com a denúncia, “no dia 18 de dezembro, por volta das 12h15, [a denunciante foi] vítima de ato de injúria praticado por Davi. […] pois como servidora municipal na ocasião prestava serviço para a Justiça Eleitoral, junto a unidade de extensão do Cartório Eleitoral da 75ª Zona Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo”.

A denúncia também salienta que no momento em que chegou a vez do parlamentar ser atendido pela reclamante, “este passou a imputar sem qualquer motivo, fato desonroso [a pessoa da denunciante], dizendo que [ela] havia o desacatado e que também estava destratando as demais pessoas ali presentes”.

Ainda conforme a denúncia continua destacando que, “o ato praticado pelo vereador […] em prejuízo ao regular andamento do serviço público e da administração da Justiça, representa inquestionável ato de improbidade administrativa e falta de decoto parlamentar ante a deslealdade que se portou e se apresentou como autoridade pública de mandato representativo popular, abusando de seu cargo e visando apenas a publicidade pessoal em detrimento de interesse público”.

Em nota o parlamentar declarou ao Portal Nogueirense que, “O conteúdo da denúncia é de conhecimento público. No final do ano passado eu estive no Cartório Eleitoral para fazer o cadastramento da minha biometria, agendado, eu, minha mãe, minha vó e meu irmão. Quando fui chamado, cheguei de frente à senhora Marlene Lima, eu me identifiquei e ela disse: você é aquele que só faz m**** na Câmara Municipal? Então eu respondi: Você é uma servidora municipal e eu não posso e desacatar, mas você também não pode me desacatar. Então eu chamei a Polícia Municipal. Eu nunca destratei o funcionário público e sempre lutei pelo funcionalismo público na Câmara”, expôs.

O vereador continua a declaração. “Pessoas que estavam ali se levantaram espontaneamente para serem minhas testemunhas e disseram que ela estava maltratando as pessoas. Tanto é que existe um Boletim de Ocorrência onde existem testemunhas que presenciaram o fato e foram espontaneamente depor. O cunho da denúncia é para defender o prefeito Ivan Vicensotti. Existem inúmeras declarações feitas por ela em rede social, onde ela discute com pessoas que são contrárias ao posicionamento do prefeito Vicensotti. E ela me tratou dessa maneira por eu ser um vereador de oposição. Em momento algum distratei ela usando da minha posição como vereador. Já existem denúncia de pessoas contra essa senhora, de que ela maltrata a população, desde quando ela trabalhava no Espaço Mãe e Filho. Existe um cunho político nessa denúncia, pois na segunda-feira (10) houve uma denúncia contra o prefeito e estão tentando mudar o foco”, acrescentou.

A denúncia protocolada junto à Câmara Municipal contra Davi deverá passar pela apreciação do presidente da Casa e, então, ser levada à votação em Plenário, ainda sem data confirmada.

Leia também:

Servidora de Artur Nogueira protocola denúncia na Câmara contra vereador

Versão registrada nega que servidora tenha insultado Davi da Rádio

Vereador de Artur Nogueira presta queixa contra funcionária pública

…………………………

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.