16/08/2018

Comissão de Ética deve analisar caso de agressão em Artur Nogueira

Fato foi registrado na Delegacia de Polícia como agressão corporal dolosa e deverá seguir ao Fórum para análise judicial

Da redação

A Delegacia de Polícia Civil de Artur Nogueira colheu os depoimentos das partes no caso da agressão física que envolve dois parlamentares. A confusão ocorreu nesta quinta-feira (16), em frente à Câmara de Vereadores da cidade. O Fórum será comunicado a respeito da situação e uma Comissão de Ética poderá ser aberta pela Câmara para a apuração do fato.

Após a briga entre os vereadores Rodrigo de Faveri (PTB) e Ermes Dagrela (PR), além do filho dele, Ermes Dagrela Junior, ambas as partes passaram por oitivas na Delegacia de Polícia Civil. Em depoimento ao delegado da unidade policial, Dr. Lúcio Antônio Petrocelli, Faveri negou qualquer ato de violência contra o presidente do Legislativo, Dagrela, e o filho do presidente da Câmara. Já Ermes Dagrela e o filho dele alegaram que agiram em defesa após terem sido agredidos de forma verbal e física.

O delegado de Polícia Civil, Dr. Petrocelli, se pronunciou ao Portal Nogueirense. Ele explicou que o caso está sendo apurado e deverá seguir para o Fórum do município juntamente com o registro dos depoimentos e análise das imagens das câmeras de monitoramento da Câmara, que captaram todo o ocorrido.

“As partes foram ouvidas e as versões registradas. Ambos negam terem agido com violência. Vamos proceder agora com o registro dos fatos e encaminhar ao Poder Judiciário para que aconteça a análise e conclusão da culpa de quem possa ter ocasionado o fato”, relatou Dr. Petrocelli.

Com o registro policial efetuado por lesão corporal dolosa, os três envolvidos no caso foram submetidos à exames de Corpo Delito no Instituto Médico Legal (IML) de Americana (SP), que deverá atestar os ferimentos sofridos por cada um. Rodrigo de Faveri (PTB) e Ermes Dagrela (PR) devem procurar pelos direitos na Justiça em relação ao ocorrido.

Câmara de Vereadores

A advogada da Câmara de Vereadores de Artur Nogueira, Dr. Kelly Cristina Cavalheiro, declarou que para haver algum posicionamento da Casa de Leis em relação ao caso da agressão, é necessário que ocorra o acionamento de alguma das partes envolvidas. Desta forma, poderá ter início uma Comissão de Ética frente ao caso. “A Câmara de Vereadores toma as devidas providências desde que seja acionada com representação pelos vereadores envolvidos. Quando há esse pedido de investigação, então é formada uma Comissão de Ética para análise e apuração do caso e a punição do autor das agressões”, pontuou.

Caso seja constatada pela apuração policial e judicial o ato de lesão corporal dolosa por parte de algum dos vereadores envolvidos no caso, poderá ocorrer como resultado um ato de quebra de decoro parlamentar, que se caracteriza como ação em desacordo com a conduta prevista pelos parlamentares.

Leia mais

Presidente da Câmara de Artur Nogueira agride Rodrigo de Faveri

Ermes vai à delegacia e registra queixa contra Faveri

Saean pode ter motivado briga entre vereadores

.……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.