06/08/2019

Com dispensa de pareceres, Câmara aprova utilização de verba do Saean

Projeto foi aprovado por unanimidade, mas com diversas ressalvas por parte dos vereadores

Michael Harteman

A Câmara de Artur Nogueira aprovou, na noite desta segunda-feira (5), a suplementação de uma verba do Serviço de Água e Esgoto de Artur Nogueira (Saean) para a continuidade nas obras da ETE STOCCO. A aprovação aconteceu com dispensa de pareceres.

O valor a ser suplementado é de R$ 1.095.398,59. O tema foi bastante debatido pelos parlamentares já que, segundo o Poder Executivo, a aprovação seria de fundamental importância para o prosseguimento das obras da ETE STOCCO. Por esse motivo, os vereadores votaram a dispensa de pareceres, que foi aprovada por 10 votos a 2. Apenas Rodrigo de Faveri (PTB) e Adalberto Di Labio (PSDB) se posicionaram de maneira a rejeitar a dispensa de pareceres.

Em seguida, os parlamentares votaram e aprovaram a suplementação por unanimidade. No entanto, não faltou discussão sobre o tema. Cristiano da Farmácia (PR), líder do governo na Câmara, apontou os motivos para que a mérito fosse aprovado. “É fato que a gente não gostaria de estar gastando esse valor numa ETE, gostaríamos de estar fazendo outras benfeitorias, mas a situação está aí. Tudo que foi feito, com todas as petições e pagamentos já foi apurado pela Caixa Econômica Federal, fizemos a visita na semana passada e constatamos que os valores foram usados na obra. Todo cidadão paga na sua conta de água 50% de esgoto, se esse valor pago ainda não estava sendo usado para tratar, pelo menos ele estava sendo guardado para aplicar futuramente nesse ponto. Existe a necessidade de aprovar esse projeto para que o problema seja resolvido”, expôs o vereador.

Adalberto Di Lábio justificou seu voto contrário à dispensa de pareceres, alegando que o projeto deveria ter mais tempo para a discussão. “Não sou técnico em tratamento de esgoto e não sou engenheiro, não conheço o valor das peças que por descuido foram subtraídas. Eu não tenho a obrigação, mesmo sendo um educador, de receber um projeto espesso como esse numa quarta-feira e aprovar. Sou leigo no assunto, eu precisava de um tempo. Eu quero que os senhores entendam que eu jamais seria contra um projeto que viesse beneficiar 60% da população. Acredito que os colegas que votaram favoráveis à dispensa de pareceres devem ter estudado o projeto, eu imagino isso, que os senhores estudaram esse projeto”, disparou o vereador, em pé, durante a sessão.

Davi da Rádio (DEM) agradeceu o empenho de Cristiano da Farmácia em explicar o projeto para os colegas, no entanto, teceu críticas ao tema. “Só gostaria de lembrar que o Termo de Ajustamento de Conduta foi feito pela Prefeitura e não pelo Saean, eu acho no mínimo contraditório querer conceder o Saean já que, pela segunda vez, a autarquia salva a Prefeitura”, comentou o vereador.

Davi também explicou o motivo de ter votado favoravelmente à dispensa de pareceres. “Só votei favorável a dispensa de pareceres e favorável ao projeto pela preocupação que eu tenho com o município, com os bairros. Acho que o prefeito poderia ter se preocupado mais com o tema, convocado uma reunião para debatermos sobre o projeto. Tem alguém aqui que conhece os equipamentos que estão lá, deu tempo de analisar o projeto na íntegra para entender o que está acontecendo? Não deu, pois o prefeito mandou o projeto com dispensa de pareceres. Tudo o que o prefeito quer é que a gente vote contra para ele colocar a culpa pelo atraso das obras na Câmara Municipal”, ressaltou.

Outro vereador que também usou a palavra foi Lucas Sia (PSD). Ele comentou que, mais uma vez, a autarquia está salvando a Prefeitura. “Se ele não tivesse dinheiro em cacha, o que nós faríamos? Eu entendo que votou a favor da dispensa de pareceres, mas meu medo é que o administrador da cidade quisesse jogar a culpa nessa casa, ele teve prazo e teve tempo, mas me preocupando com essa necessidade de ter o esgoto tratado, eu voto a favor do projeto.

Rodrigo de Fáveri (PTB) também foi na mesma linha em sua fala. “Mesmo numa situação desconfortável aprovamos esse projeto de lei, estamos pensando nos munícipes que compraram lotes e ainda não tem estação de tratamento para ligar. A vaca leiteira do Saean está mantendo a Prefeitura, era para ser o contrário, mas é o Saean que está salvando o governo municipal de um acordo político”, comentou o parlamentar.

A próxima sessão ordinária da Câmara Municipal acontece no próximo dia 12 de agosto, a partir das 19h30.

Leia mais

Obras do sistema de tratamento de esgoto de Artur Nogueira estão atrasadas há 28 meses

Ainda inacabada, Justiça exige inspeção à obra da ETE de Artur Nogueira

Morador aciona MP para tentar frear poluição em nascente de Artur Nogueira

Fraldas, preservativos e absorventes são encontrados em nascente de Artur Nogueira

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.