10/05/2016

Clínica Preventive explica as causas e sintomas do Transtorno de Pânico

Problema começa aos poucos e precisa se acompanhamento especializado

Informe publicitário

panico

“Sem qualquer motivo de caráter objetivo, de repente, você começa a ter vertigens, tonteira, forte taquicardia, suor em várias partes do corpo, falta de ar, formigamentos, dor no peito, calafrios e muitas outras sensações desagradáveis. Ao mesmo tempo, você tem forte impressão de que perderá controle sobre seu corpo, desmaiará ou morrerá, dentre outros pensamentos assustadores. Este episódio pontual deixa-o apavorado, intrigado e de certa forma traumatizado. Então, na busca de tentar compreender estes sintomas, pode ser que você procure médicos, faça vários e repetidos exames e, ainda assim, não ache uma resposta convincente para o seu problema”.

(trecho do livro Vencendo o Pânico)

 

O Pânico é um distúrbio de ansiedade que leva as pessoas a terem várias crises de medo, angustia e terror.

É um problema que começa aos poucos. Com o tempo, as crises passam a ser cada vez mais freqüentes e intensas gerando um aumento na insegurança quanto à possibilidade de se controlar novos ataques.

A pessoa que sofre de Transtorno do Pânico tende a ficar com medo de fazer as coisas ou de estar sozinha, de se locomover por meio de transportes coletivos (ônibus, trem, metro, avião), de ir a lugares muito fechados ou muito abertos, entre outros.

panico

Principais sintomas da crise de Pânico:

– Ansiedade;
– Palidez;
– Fraqueza;
– Suor intenso;
– Falta de ar;
– Palpitações;
– Tonturas;
– Tremores;
– Ondas de calor e de frio;
– Pressão na cabeça;
– Medo de morrer;
– Sensação de que vai desmaiar, enfartar ou ter um derrame;

O Pânico, quando não tratado, pode levar as pessoas a desenvolverem diversos tipos de medos que acabam limitando suas vidas, suas relações sociais e familiares. Com o tempo, tornam-se “prisioneiras” em suas casas.

panico3

A crise de Pânico pode estar vinculada a uma situação traumática vivida, a uma questão orgânica e, principalmente, comportamental. Considerando o cenário político-econômico atual, é possível que algumas pessoas apresentem a crise ou pela pressão de estar trabalhando com receio de ser dispensada ou pelo fato de já estar desempregada.

Quem sofre de Pânico realmente sente como se estivesse à beira da morte ou da loucura. As freqüentes crises geram sim um mal-estar intenso no organismo. Desta forma, o acompanhamento profissional especializado torna-se indispensável. É importante ressaltar que o tratamento, além de ser fundamental na remissão dos sintomas, devolve às pessoas a segurança de que elas podem resgatar sua liberdade, suas relações e seu bem-estar.


IMG-20160128-WA0004

Sabrina Fernandes Tanajura (CRP: 06/69509):

Psicóloga Clínica formada pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Campinas, possui também MBA em Gestão de Pessoas pela Universidade Metodista de Piracicaba e atualmente faz especialização em Terapia Cognitivo Comportamental focada em Stress pelo Instituto de Psicologia e Controle do Stress – Marilda Lipp.

Com atuação clínica voltada ao diagnóstico, tratamento e controle de Stress, Ansiedade, Depressão, Bipolaridade, Compulsão Alimentar, TPM entre outros, em crianças, adolescentes e adultos.

Atuação também em nível Coaching. Profissional com 12 anos de experiência como HR Business Partner (Gestão de Pessoas) de empresas de grande porte.


Agende uma consulta e conheça mais sobre trabalho da Preventive. Ela está na Avenida Dr. Fernando Arens, 279, no Centro de Artur Nogueira. O telefone para contato é 3877-1211.


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.