07/07/2018

Cadastro para doação de medula óssea atrai 400 pessoas em Artur Nogueira

Campanha visa encontrar doador compatível a moradora que luta contra leucemia

Da redação

Mais de 400 pessoas compareceram na manhã deste sábado (7) na Escola Municipal Francisco Cardona com o objetivo de doarem medula óssea para Patrícia Soares. As pessoas que tem interesse em ajudar ainda poderão doar na próxima visita do Hemocentro de Campinas, em data ainda  não  divulgada.

Silvia Soares, irmã de Patrícia, explica que o número de pessoas foi bom e agradece às pessoas que ajudaram. “As pessoas vieram e isso me deixou feliz, teremos outra oportunidade de ajudar na próxima doação de sangue aqui em Artur Nogueira, quanto mais pessoas doarem, mais chances teremos”, comenta Sílvia.

A história de Patrícia foi contada aqui no Portal Nogueirense na semana passada. A técnica de enfermagem descobriu a doença em julho de 2017 e, desde então, trava uma luta pela vida. A doença, mesmo com várias sessões de quimioterapia, avança rápido. A família foi informada recentemente que um transplante de medula é necessário para salvar Patrícia. No entanto, não há doadores compatíveis com ela no Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome).

Uma alternativa possível seria um transplante haploidêntico, feito a partir de um doador apenas 50% compatível. O risco de morte após a cirurgia, porém, é muito alto. “A recuperação é mais lenta, e a pessoa fica mais exposta a bactérias e infecções”, explica a advogada Sílvia Soares, irmã de Patrícia.

Juntamente com a família, elas buscam então um doador 100% compatível para Patrícia – e contam com a solidariedade dos moradores de Artur Nogueira para isso. A forma mais rápida que encontraram foi por meio da coleta bimestral de sangue que o Hemocentro da Unicamp realiza na cidade, e que ocorreu no último dia 7.

“A gente gostaria que as pessoas se conscientizasse da importância de doar medula. Porque existem mais de 40 doenças que usam esse tipo de transplante, então não só eu estou precisando, tem muitas pessoas cadastradas no Redome que também precisam”, comenta a técnica de enfermagem. “Às vezes, a gente está aqui, de braços cruzados, sendo que poderíamos fazer alguma coisa para ajudar pessoas nessa situação”, salienta.

Leia mais

Professora de Artur Nogueira encontra criança para quem doou medula há dois anos

……………………………………..


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.