20/07/2018

Artur Nogueira recebe R$ 448 mil de concessionária

Valor é referente ao imposto arrecadado nas praças de pedágio e obras de melhorias do Corredor Dom Pedro no primeiro semestre de 2018

Da redação

Artur Nogueira recebeu R$ 448.153, 35 da concessionária Rota das Bandeiras, durante o primeiro semestre de 2018. O valor é referente ao imposto arrecadado nas praças de pedágio e obras de melhorias do Corredor Dom Pedro. Além do município, outros repasses foram feitos para 17 cidades.

“O valor repassado aos municípios é calculado com base na extensão da rodovia que passa pelo território do município. Ou seja, ocorre a partilha do imposto entre todos os municípios ainda que a praça de pedágio não esteja localizada no trecho da cidade”, explica o diretor administrativo-financeiro da Rota das Bandeiras, Augusto Beber.

As regras para o repasse foram definidas no contrato de concessão firmado pela Concessionária junto à Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp). Durante todo o ano de 2018, Artur Nogueira recebeu R$ 1.086.623,33 da concessionária.

Entre as cidades beneficiadas, Campinas (SP) recebeu o maior repasse, com direito a R$ R$ 4.108.609,32. O segundo lugar coube a Nazaré Paulista, com R$ R$ 2.288.912,16. Itatiba (R$ 2.286.005,63) e Atibaia (R$ 2.141.678,98) foram outros dois municípios que receberam uma cifra superior a R$ 2 milhões.

O Corredor Dom Pedro é formado pela rodovia Dom Pedro I e pelo anel viário José Roberto Magalhães Teixeira; além de trechos das rodovias Professor Zeferino Vaz, entre Campinas (SP) e Mogi Guaçu (SP); Engenheiro Constâncio Cintra (SP-360), entre Itatiba (SP) e Jundiaí (SP); e Romildo Prado (SP-063), entre Itatiba (SP) e Louveira (SP). Ao todo, são 297 km de rodovias administradas pela Rota das Bandeiras.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.