28/06/2019

Artur Nogueira recebe Concertos Petrobras-EPTV

Evento gratuito acontece neste domingo (30)

A Temporada 2019 dos Concertos Petrobras-EPTV tem continuidade nos dias 30 de Junho e 2 de Julho, com concertos nas cidades de Artur Nogueira e Cosmópolis (SP). O trio Pablo de León, Horácio Schaefer e Roberto Ring recebe, como convidado, o pianista Ney Fialkow.

O pianista Ney Fialkow

Com sua proposta permanente de levar música da melhor qualidade ao interior do Estado de São Paulo, os Concertos Petrobras-EPTV dão continuidade à Temporada 2019 com mais dois concertos.

Os concertos serão realizados em Artur Nogueira e Cosmópolis (SP) – municípios da Região Metropolitana de Campinas –, respectivamente nos dias 30 de Junho e 2 de Julho. No palco estarão o pianista Ney Fialkow e o trio Pablo de León, Horácio Schaefer e Roberto Ring, executando o “Quarteto de piano nº 2 em mi bemol maior, K 493” de Mozart e o “Quarteto para piano e cordas em mi bemol maior, Op. 47” de Schumann, obras respectivamente dos períodos Clássico e Romântico.

As apresentações têm patrocínio do Ministério da Cidadania e da Petrobras.

Extraordinária beleza – Foi por volta de 1700 que surgiram os primeiros pianos – chamados então “pianofortes” –, uma evolução em relação ao cravo, que era o instrumento de teclado dominante. Os compositores da época pouco a pouco começaram a compor obras para o piano, ou para conjuntos com o piano. Essa produção alcançou a maturidade na década de 1780, com Haydn e especialmente com Mozart. Entre 1785 e 1786, Mozart escreveu seus dois únicos quartetos para piano, violino, viola e violoncelo – formação que era incomum, tão nova quanto o próprio piano. Consideradas as primeiras grandes obras para o quarteto de piano, estão entre as principais obras de câmara de Mozart. O “Quarteto de piano nº 2 K 493” é o mais notável dos dois, uma peça de câmara marcada pela extraordinária beleza e o perfeito equilíbrio entre os quatro instrumentos.

Texturas românticas e barrocas – O “Quarteto para piano e cordas em mi bemol maior, Op. 47” foi escrito em 1842, frequentemente chamado o “Ano da Música de Câmara” de Schumann. Naquele ano o compositor escreveu também três quartetos de cordas e um quinteto para piano. Publicado apenas em 1845, o “Quarteto Op. 47” nunca chegou a ser tão popular quanto o quinteto. Mas hoje está colocado entre as principais obras-primas da literatura de câmara. A maior fonte de inspiração para a composição foi Clara, a amada esposa de Schumann, que tocava brilhantemente o piano – na obra, o piano está constantemente no centro das atenções. O quarteto combina o espírito profundamente romântico de Schumann com seu fascínio pela música de Johann Sebastian Bach, especialmente no movimento final, na qual explora uma original mescla de texturas românticas e barrocas.

Serviço

Ney Fialkow piano
Pablo de León violino
Horácio Schaefer viola
Roberto Ring violoncelo

PROGRAMAÇÃO

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)
Quarteto de piano nº 2 em mi bemol maior, K 493
Allegro
Larghetto
Allegretto

Robert Schumann (1810-1856)
Quarteto para piano e cordas em mi bemol maior, Op. 47
Sostenuto assai – Allegro ma non troppo
Scherzo: Molto vivace
Andante cantabile
Finale: Vivace

Artur Nogueira

30 de junho, domingo, 20h
Centro Pastoral São João Paulo II
R. Santo Antônio 65, Centro, tel. (19) 3877-2039

Cosmópolis
2 de julho, terça-feira, 20h
Teatro da Escola Paulo Freire
R. Sete de Abril 649, Damiano, tel. (19) 3812-2227

Os eventos têm entrada franca e são livres para todas as idades

Realização: EPTV

Patrocínio: Petrobras

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.