20/01/2011

Artur Nogueira não recicla lixo coletado na cidade

Todo material depositado nas lixeiras das praças da cidade é coletado, mas não passa por nenhuma separação e reciclagem

Riane Barbosa

A implantação de sistemas para a coleta seletiva de lixo é uma das soluções para o problema dos resíduos espalhados diariamente nas cidades. A coleta seletiva possibilita a diminuição da quantidade de lixo enviada para aterros sanitários incentivando a reciclagem, além de contribuir para a limpeza da cidade. Em cumprimento da exigência do governo federal, Artur Nogueira possui algumas lixeiras para coleta seletiva.

Porém, o município não realiza a reciclagem do lixo coletado. Atitude que não incentiva a população a separar o lixo. “As pessoas não tem consciência da coleta, jogam o lixo em qualquer lixeira e não separam”, afirma o morador, Pedro José Silva.

Por enquanto, a separação do papel, plástico, metal e vidro, servem apenas para facilitar a coleta dos catadores de rua.

A Secretaria de Planejamento da cidade pretende implantar a coleta seletiva e a reciclagem ainda neste ano, juntamente com novas lixeiras em pontos estratégicos no município. “O ideal seria que a população já fizesse a separação em sua própria casa, para facilitar a coleta”, declara o engenheiro civil da prefeitura, Helton Filippini.

Atualmente o lixo é recolhido pelo Consórcio de Saneamento Ambiental (Consab) intermunicipal que agrega Artur nogueira, Engenheiro Coelho, Conchal, Cosmópolis e Santo Antonio de Possi.

Alguns comércios, escolas e instituições já fazem a separação de lixos. “Tenho consciência e na minha casa separo pelo menos o lixo orgânico do seletivo, isso já ajuda bastante a quem trabalha na coleta”, afirma a escriturária, Eva Tagliari.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.