21/08/2019

Artur Nogueira apresenta falta de vacinas antirrábicas

Campanha contra raiva animal costuma ocorrer entre julho e agosto, mas a falta de distribuição de vacinas por parte do Governo Estadual tem afetado várias cidades

Da redação

A campanha de vacinação antirrábica, que costuma ocorrer entre os meses de julho e agosto, ainda não tem previsão para ocorrer em Artur Nogueira. O motivo se dá pela falta de distribuição das doses da vacina no Estado de São Paulo por parte do Ministério da Saúde.

A vacinação antirrábica costuma ser realizada anualmente de forma gratuita, prevista em lei, e precisa ser promovida para cães e gatos com idade acima de três meses. A vacinação é fundamental para imunizar animais contra a raiva e, desta forma, manter a população fora de risco de contrair a doença.

Apesar da importância da campanha, neste ano de 2019 muitas cidades do Estado de São Paulo, incluindo a Capital, está em baixa com o estoque necessário. Artur Nogueira também tem sentido esse reflexo.

O setor de Vigilância em Saúde, através assessoria de Comunicação da Prefeitura do município nogueirense, informou que, “vinha utilizando o estoque de vacina antirrábica da campanha passada (2018), visto que até o momento, não recebeu nenhum lote novo de vacinas e, também, não há previsão de reabastecimento por parte do Governo do Estado”.

Apesar desta situação, a Vigilância declarou que, “até o momento, não existe nenhum caso confirmado ou suspeito de raiva animal no município, bem como,  também não foi encontrado nenhum indício de morcegos com contaminação por raiva” na cidade.

Devido à falta de distribuição de vacinas antirrábicas em Artur Nogueira, os proprietários de cães e gatos devem procurar por clínicas veterinárias para que ocorra a devida vacinação dos animais.

Ministério da Saúde

Em nota ao Portal Nogueirense, o Ministério da Saúde informou que, “distribuiu mais de 925 mil doses da vacina antirrábica humana aos estados, sendo 132 mil para o Estado de São Paulo. Cabe esclarecer que a quantidade enviada atende à demanda solicitada pelos gestores locais, que são responsáveis por distribuir os produtos aos municípios. Mensalmente doses são enviadas para garantir o estoque. Sobre a vacina canina (para cães e gatos), a pasta adquire doses da vacina antirrábica (VARC) em quantidade suficiente para atender a demanda mensal dos estados para a vacinação de bloqueio de foco, que ocorre quando um animal é diagnosticado com o vírus da raiva. Em 2019, foram enviadas mais de 9,8 milhões de doses para todo país, sendo 1,5 milhão para o estado de São Paulo.

Uma nova entrega da vacina antirrábica (Varc) está em andamento pelo Ministério da Saúde. A pasta aguarda a entrega do laboratório fornecedor, que informou ter identificado problemas técnicos na produção da vacina. O Ministério da Saúde está empenhado em solucionar este atraso junto ao laboratório fornecedor da vacina e ressalta que as doses serão enviadas aos estados assim que a produção for normalizada”, pontuou.

Raiva animal

A raiva animal é uma doença viral e que afeta os mamíferos. A transmissão ocorre pela saliva do animal infectado através da mordida, de arranhões e, também, de lambidas. Contra o risco da transmissão da doença em seres humanos e animais, existe a distribuição de vacinas antirrábicas que costumam ser aplicadas em campanhas realizadas nos municípios do País.

Caso alguma pessoa seja mordida por um animal suspeito de possuir o vírus da raiva, é preciso lavar imediatamente e de forma repetitiva o ferimento com água e sabão; e procurar imediatamente um serviço de saúde mais próximo para atendimento médico.

Quanto ao animal, em caso de suspeita da doença, deixá-lo em um período de observação por 10 dias para ser identificado sinais indicativos da raiva e solicitar o atendimento por um veterinário; o animal precisa ser alimentado e hidratado, ficar em local adequado para que não ocorra o risco dele fugir e atacar outras pessoas. Entre os sinais de raiva animal está a presença de espuma na região bucal do animal, agitação e sinais de agressividade.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.