21/03/2018

Apae de Artur Nogueira homenageia alunos com Síndrome de Down

No Dia Internacional da Síndrome de Down, conheça um pouco mais do trabalho da entidade

Da redação

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Artur Nogueira comemora nesta quarta-feira (21), junto com seus alunos, o Dia Internacional da Síndrome de Down. Como forma de homenagear aqueles com a alteração genética no cromossomo 21, a entidade montou um pequeno vídeo, no qual entrevista alguns deles.

Confira o vídeo:

De acordo com o diretor administrativo da Apae, Dr. Flávio de Almeida, cerca de 20 pessoas com Síndrome de Down são atendidas pela associação. A entidade trabalha com eles em seis frentes principais:

  • Atividades de vida diária (higiene pessoal, alimentação, banho, etc)
  • Atividade de vida prática (cozinhar, organização, ida ao supermercado)
  • Oficinas (saco de lixo, horta, artesanato, culinária)
  • Atividades de lazer (passeios)
  • Música (coral)
  • Artes (artesanato e teatro)

A Apae desenvolve algumas oficinas com os estudantes, que servem para desenvolver as habilidades motoras e sociais deles e, além disso, funcionam como fonte alternativa de renda da associação. Por isso, todo o artesanato confeccionado pelos alunos da instituição – patchwork, pintura em MDF, tricô, filtros dos sonhos, tapetes, papel reciclado, uso de retalhos – é comercializado numa pequena loja anexa ao prédio da entidade: o Bazar Apae, que vende artesanato produzido in loco e peças de roupas doadas.

Além disso, toda quarta-feira os alunos se envolvem na Cozinha Criativa. Junto à instrutora de padaria, eles preparam salgados, bolos e tortas variados. Após devidamente embalados e etiquetados, os produtos são comercializados entre os funcionários da Apae e a vizinhança da associação. Nas terças-feiras, são os familiares dos alunos que colocam a mão na massa e preparam quitutes para venda.

Outra atividade importante é a horta. Construída nos fundos do terreno, com direito até a espantalho, a área é mantida pelos próprios alunos, que plantam, regam, limpam e colhem as verduras. Além de poderem comer uma salada orgânica produzida por eles mesmo, os estudantes se beneficiam do contato direto com a terra, sempre recomendado pelos especialistas.

Segundo Almeida, a associação conta com três fisioterapeutas, uma fonoaudióloga, uma pedagoga, uma psicóloga, uma assistente social e um médico neurologista infantil. Juntos, eles somam mais de 3 mil atendimentos por mês na Apae.

Como forma de driblar as dificuldades financeiras e angariar fundos para a associação, investimentos têm sido feitos para firmar fontes alternativas de renda. O exemplo mais recente é a instalação de uma central de telemarketing na entidade, que liga para os moradores da cidade e solicita doações. Almeida afirma que a iniciativa está dando muito certo e agradece o apoio dos nogueirenses que realizam as doações.

Dia Internacional da Síndrome de Down

O Dia Internacional da Síndrome de Down foi instituído em 2006 e possui uma explicação interessante para que o dia 21 de março (21/03) seja o escolhido. A Síndrome de Down é uma alteração genética no cromossomo 21, que deve ser formado por um par, mas, nas pessoas com a síndrome, aparece com três (3) exemplares – a chamada “trissomia”.

A síndrome foi identificada em 1862 pelo médico britânico John Langdon Down. De lá para cá, muitos foram os avanços na ciência e na sociedade para tornar melhor a vida das pessoas com a síndrome. E, neste dia em especial, é dada maior visibilidade às portadoras da trissomia para que o preconceito seja combatido e políticas de inclusão sejam debatidas e implantadas.

 

Leia mais

Apae de Artur Nogueira completa 31 anos superando falta de recursos

Moradora de Artur Nogueira conta desafios e surpresas de ter uma filha com Down

Centro de Apoio Psicossocial atende cinco mil pessoas em Artur Nogueira

Casal de Artur Nogueira luta para tratar filho com síndrome rara

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Nogueirense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.