08/09/2017

5 dicas para fazer a transmissão automática do carro durar mais

Centro Automotivo Estrela oferece serviços especializados em elétrica e eletrônica de veículos

Informe publicitário

A transmissão automática é o segundo item mais importante do veículo, depois do motor. Sem algum tipo de cuidado, transmissões automáticas podem falhar e com menos de 50.000 km rodados. Transmissões são ligadas a outras partes do motor, como os sistemas de refrigeração, chassis e sistemas eletrônicos. Se o veículo está tendo problemas em qualquer uma dessas áreas, isso também pode afetar o desempenho da transmissão. Confira 5 dicas do Centro Automotivo Estrela para fazer a transmissão automática do seu carro durar mais:

1. A forma como você dirige influencia na durabilidade

O tempo de duração da transmissão do carro está diretamente relacionado a maneira com o veículo é dirigido. Ligar o carro com métodos não convencionais e não observar a quilometragem para, dessa forma, realizar a prevenção pode ser prejudicial para o veículo pois, por vezes, os problemas acontecem sem que haja um barulho ou indício anterior.

2. Faça a manutenção regular da transmissão

O óleo e filtro da transmissão deve ser trocado a cada 20 mil quilômetro rodados, dependendo do  quanto o carro foi usado. A fábrica geralmente recomenda intervalos maiores. Ao trocar esses itens, verifique também peças como conversor de torque, o radiador da transmissão e o sistema de arrefecimento a cada 40 mil quilômetros. Ajuste a transmissão a cada 60 mil quilômetros.  Apesar de ter que gastar com esses ajustes, eles são muito mais baratos do que a troca de tudo, em caso de problemas por falta de cuidado ou gasto nas peças.

3. Mude o fluido de transmissão para um fluido sintético

Fluidos sintéticos suportam muito melhoro calor e resistem mais a virarem borra do que líquidos à base de petróleo. Eles também mantêm suas propriedades melhor ao longo de um período de tempo mais longo. Entretanto é necessário consultar um mecânico que indique qual é o melhor tipo de fluido sintético para o carro, pois o tipo errado de fluido de transmissão sintética pode rapidamente destruir a transmissão.

4. Um líquido de arrefecimento de qualidade faz toda a diferença

O calor é um dos fatores que mais prejudicam a transmissão automática. Para evitar um superaquecimento, monte o cooler na linha que sai do refrigerador de fábrica. Coloque também um resfriamento de transmissão com ventoinha e o posicione corretamente para melhor refrigeração do sistema do câmbio automático.

5. Conheça o tempo de vida útil do câmbio do seu carro e previna-se

Em geral, a vida útil de um câmbio automático é de mais de 100.000 km. Em usos mais extremos, como veículos usados diariamente em tráfego pesado, ou em estradas e vias em má conservação, essa vida útil pode cair para 70.000 km. Mas com certeza, com uma manutenção preventiva, você pode dobrar essa durabilidade dos componentes, sem ter que se preocupar com peças quebrando na transmissão e os reparos caros que podem resultar dessa quebra.

Centro Automotivo Estrela

Centro Automotivo Estrela oferece serviços de manutenção na parte eletrônica de veículos, como por exemplo, conserto de transmissão automatizada, instalação e manutenção de ar condicionado. A empresa atende carros nacionais e importados, utilizando equipamentos eletrônicos modernos com sistema atualizado, que garantem mais precisão ao diagnóstico do veículo.

WhatsApp Image 2017-04-04 at 09.54.25-1491311219

A empresa, que está no mercado a mais de 28 anos, é referência em toda a região de Artur Nogueira. Trabalha com mecânica em geral, como manutenção de motores, freios tradicionais e ABS, suspensão, Air-bag, e sistema com controle de tração. O Centro Automotivo Estrela está localizado na Rua 10 de Abril, 1032, Centro. Horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira das 7h30 às 18 horas. Telefone (19) 3877-3313. WhatsApp (19) 9 9247-9796.

IMG_0124-1487950420


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.