13/12/2016

Vereador eleito sobe à tribuna da Câmara de Artur Nogueira e faz apelo

Rodrigo de Faveri falou sobre a realidade da segurança pública do município

Daniela Fernandes

A última sessão ordinária na Câmara de Artur Nogueira também foi marcada pelo uso da tribuna livre solicitada pelo vereador eleito Rodrigo de Faveri. Durante a noite desta segunda-feira (12), o então munícipe falou sobre a realidade da segurança pública do município e comentou que em 2016 é comemorado os 100 anos do Distrito de Paz de Artur Nogueira.

img_9991-1481637808

Faveri explicou que foi motivado a protocolar o pedido de fala, após os últimos acontecimentos do mês de novembro. “Confesso que quase chorei quando vi as imagens daqueles ônibus pegando fogo. Não poderia me calar diante dos fatos que presenciei, por isso, decidi fazer um apelo à atual e nova gestão”, justificou. O futuro parlamentar chamou a atenção para os cerca de R$ 400 mil gastos por ano para custear a Polícia Militar e a Delegacia do município; e salientou que essas despesas são de responsabilidade do Governo do Estado de São Paulo.

Além disso, comentou que o Batalhão da Polícia Militar de Artur Nogueira está fechado. “Estamos sem comando da polícia aqui”, destacou. Atualmente, a troca da guarnição é feita em Cosmópolis, assim como as guardas das viaturas. Outro incômodo citado por Faveri é a falta de um delegado titular na cidade, que hoje funciona com apenas um delegado plantonista.

Para o cidadão fazer quaisquer tipos de denúncias, deve ligar para o número 190. A ligação será recebida pela Central de Atendimento de Ocorrências da Polícia Militar de Piracicaba, que repassará as informações para a 3ª Companhia da Polícia Militar de Cosmópolis, inaugurada em julho deste ano. Em seguida, serão acionadas as viaturas presentes em Artur Nogueira, a qual atenderá as demandas solicitadas pelos nogueirenses.

infog-pm-1481646186

Entenda como funciona o serviço de emergência do município após discar 190

O uso da tribuna livre em sessões ordinárias é regulamentado pelo artigo 268 da Constituição Federal e pelo regimento interno. O munícipe deve fazer inscrição prévia e indicar o assunto a ser tratado. Se preencher os requisitos, poderá fazer uso da tribuna livre pelo tempo de cinco minutos, prorrogáveis a critério do presidente da Câmara.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.